Aberto do Brasil 2017: Pro-Am abriu maior evento profissional do país. Veja fotos!

12/10/2017

Torneio de confraternização reuniu melhores jogadores do continente a empresários e personalidades

 

Equipe campeã do Pro-Am, com Carlos Eduardo Varella, Helio Lima, Roberto Mesquita e Brad Brunner

por: Ricardo Fonseca – fotos: Thais Pastor

O Pro-Am, torneio de confraternização que reuniu alguns dos melhores profissionais de golfe do continente, empresários e personalidades, abriu oficialmente nesta quarta-feira, no Campo Olímpico de Golfe, no Rio de Janeiro, o 64º Aberto do Brasil, torneio do PGA Tour Latinoamérica, com US$ 175 mil em prêmios, que terá a competição principal jogada de hoje, quinta-feira, a domingo, 12 a16 de outubro, valendo para o ranking mundial. A festa teve de tudo, incluindo um hole-in-one de Tadeu Schmidt, apresentador do Fantástico, que joga golfe há dois anos e já conseguiu uma das tacadas mais raras do esporte.  – clique aqui para ver o vídeo do hole-in-one de Tadeu)

Clique aqui para ver as fotos do Pro-Am

O título do Pro-Am, onde valia a melhor bola entre a do profissional, e o resultado scramble gross dos três amadores da equipe, foi conquistado pelo time do profissional americano Brad Brunner e dos amadores Carlos Eduardo Varella, Helio Lima e Roberto Mesquita. Eles somaram 63 tacadas, oito abaixo. Eles empataram em primeiro com o grupo de Tadeu Schmidt, mas foram campeões nos critérios de desempate (melhor resultado na segunda metade do campo. Tadeu jogou com o profissional americano Hank Lebioda e os amadores Luiz Freman e Daniel Neves, diretor de relações internacionais da Confederação Brasileira de Golfe.

O terceiro lugar ficou para a equipe formada pelo profissional mexicano José de Jesus Rodriguez, número 1 do ranking de prêmios do PGA Tour Latinoamérica de 2017, e pelos amadores Adilson Ramos, Claudio Peçanha e Nicolas Kovalenko, com 64 tacadas.

Mais destaques – Além de ajudara no vice-campeonato do time, o hole-in-one rendeu a Tadeu Schmidt uma medalha do programa Gols para a Vida, do Hospital Pequeno Príncipe, que está sendo beneficiado pelo programa de Responsabilidade Social da Confederação Brasileira de Golfe. A medalha comemora o 1028º do Rei Pelé, num jogo do Brasil contra o Chile em 1970. Schmidt também ganhou da Bodega Garzón Uruguay uma viagem a Punta del Este para conhecer a vinícola.

Outro destaque do torneio foi o ator Marcos Pasquim da Rede Globo. Seu time não ficou entre os primeiros, mas ele se destacou na disputa de “futegolfe”, modalidade que mistura golfe e futebol, onde foi o campeão. “Achei muito mais difícil do que golfe, pois sou muito ruim em futebol”, brinca Pasquim, que derrotou Tadeu Schmidt, o técnico de futebol René Simões, o golfista profissional Jared Wolfe e Nicolas Kovalenko, da Bodega Garzón, entre outros competidores.

Longest drive – Houve também uma competição para ver quem batia o drive mais longo (longest drive), vencida pelo americano Jared Wolfe, cuja bola voou 355 jardas. O também americano Tee-K Kelly bateu 335 jardas e ficou em segundo. O amador gaúcho Herik Machado, número 1 do Brasil, que jogará no Aberto do Brasil como convidado da CBG, mandou a bola a 320 jardas e foi o terceiro colocado.

Horários – O Aberto do Brasil será disputado em quatro dias a partir de quinta-feira. Após as duas primeiras rodadas, haverá um corte, e apenas os 55 melhores classificados e empatados disputarão as duas rodadas finais, no final de semana. Nas duas primeiras rodadas (quinta e sexta-feira), o jogo começa às 6h30 e deve terminar até as 17h30.

Os ingressos para assistir ao Aberto do Brasil de quinta a domingo são gratuitos e podem ser impressos no site da Confederação Brasileira de Golfe (www.cbg.com.br), que organiza o evento. Se preferir, o visitante pode salvar o arquivo do convite em seu celular e exibi-lo na entrada. A CBG irá oferecer no final de semana do evento (dias 14 e 15) aulas gratuitas para o público das 11h30 às 15h. Não é necessário ter noções prévias de golfe e nem possuir equipamentos.

Patrocínio – O 64º Aberto do Brasil, torneio do PGA Tour Latinoamérica, com US$ 175 mil em prêmios, que será jogado desta quinta até domingo, 12 a 15 de outubro, no Campo Olímpico, tem patrocínios da Embrase Segurança e Serviços, Bupa, e Bodega Garzón Uruguay. Rolex é o relógio oficial. O evento tem apoios do PGA Tour Latinoamérica, Campo Olímpico de Golfe e revista Golf & Turismo.

O Hospital Pequeno Príncipe é o parceiro de responsabilidade social da CBG e do evento. A Telecall é a fornecedora oficial de internet do campeonato. O torneio também conta com apoio do Comitê Olímpico do Brasil, com recursos da Lei Agnelo Piva. A organização é da Confederação Brasileira de Golfe (CBG).

Convite – O Portal Brasileiro do Golfe viaja a convite da Confederação Brasileira de Golfe, que ofereceu passagens aéreas e estadia no Rio de Janeiro, à sua equipe, durante todo o Aberto do Brasil.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados