Aberto do PL: profissional Gustavo Teodoro vence de virada e se firma como novo talento do golfe

21/05/2018

Entre os amadores, Jinbo Ha toma susto, mas conquista tricampeonato, seguido pelos irmãos Park

Gustavo Teodoro recebe troféu de campeão de Miguel Cavalieri, da PGA do Brasil, e de Ichiro Amano, presidente do PL Golf Club

Gustavo Teodoro, do Ipê Golf Club, de Ribeirão Preto (SP), patrocinado pela Magic Development, mostrou neste domingo, 20 de maio, em Arujá (SP), que chegou para ficar entre os melhores profissionais do golfe brasileiro ao vencer de virada o 43º Torneio Aberto do PL Golf Clube, uma das mais antigas, tradicionais e importantes competições do golfe brasileiro. Entre os amadores, o coreano Jinbo Ha, do Terras de São José Golfe Clube, de Itu, venceu de ponta a ponta para conquistar o tricampeonato.

Veja as fotos da premiação em alta definição
Aguarde álbum de fotos completo

Gustavo, que havia estreado seu novo patrocinador, a Magic Development, incorporadora americana, de donos brasileiros, que desenvolve empreendimentos de luxo nos Estados Unidos há 10 anos, com uma vitória na etapa de Abertura do CBG Pro Tour, dia 1º de maio, no Pine Hill Golf Club, em Toledo, no norte do Paraná, votou a mostrar qualidades de um campeão: talento, planejamento, concentração e confiança, que foram a chave para ele começar o dia perdendo por seis tacadas e ainda conquistar o primeiro grande título de sua carreira por três tacadas de vantagem.

Dificuldades – Depois do temporal do sábado, que interrompeu o jogo por mais de uma hora, o domingo amanheceu com céu claro, mas com rajadas de vento que interferiam até nos putts. Rafa Barcellos, um dos mais experientes profissionais do Brasil, que começou o dia liderando por seis tacadas, foi um dos que teve dificuldade em campo ao jogar três acima de ida, com dois duplos bogeys. Gustavo, por sua vez, jogou uma abaixo de ida, com cinco birdies, para reduzir a diferença para duas tacadas,

Gustavo diminuiu a diferença para a apenas uma tacada, com um birdie no 14, e virou o jogo no buraco seguinte, onde fez novo birdie – seu sétimo do dia – contra bogey de Barcellos. Gustavo colocou uma mão na taça no 17, de par 3, onde fez par, contra novo bogey de Barcellos, que ainda daria três putts no buraco final. Gustavo fez par no 18 para igualar a melhor volta do torneio e ser campeão com 295 (71-72-73-69) tacadas, três abaixo do par. Barcellos, o único a jogar três voltas abaixo do par, terminou em segundo com 288 (70-69-71-78), o par do campo.

Carreira – Aos 29 anos, Gustavo sonha agora com voos mais altos. Apesar de ter apenas um cartão condicional, com baixa prioridade de inscrição, do PGA Tour Latinoamérica, ele conseguiu vaga no próximo torneio do circuito, o Quito Open, no Equador, de 31 de maio a 3 de junho, graças à Confederação Brasileira de Golfe, que permutou com os organizadores, um convite para o Aberto do Brasil. Um bom resultado nesse torneio pode garantir que ele jogue toda a segunda metade da temporada do PGA Tour LA e que ingresse de vez no circuito mundial.

“Graças a meu patrocinador e os apoios de minha família, de minha psicóloga, de meu personal, e do Ipê Golf Club, sobretudo do Alexandre Holtz (head-pro do clube), já posso sonhar em entrar para o ranking mundial de golfe e representar o Brasil nos Jogos Olímpicos”, diz Gustavo. “Se não for para os Jogos de Tóquio 2020, o que ainda dá tempo, pois só no segundo semestre começa a corrida pelos pontos do ranking mundial para ir ao Japão, vai ser para a próxima Olimpíada”.

Mais destaques – Felipe Navarro, do São Paulo, que saiu no pelotão, terminou em terceiro, com 292 (74-70-73-75) tacadas, quatro acima, seguido por Guilherme Oda, do Damha, com 293 (73-75-73-72). Outro destaque do torneio foi o amador Pedro Nagayama, do São Fernando, que liderou o torneio profissional no primeiro dia, com 69 tacadas, a melhor volta da semana, depois igualada por Barcellos e Gustavo, para terminar em quinto, com 194 (69-77-77-71), com o segundo melhor resultado da volta final. O juvenil Thomas Choi, do São Paulo, também passou o corte para terminar em 11º, com 304 (75-78-78-73).

Houve ainda um torneio exclusivo para os profissionais seniores, em 54 buracos, jogados quinta, sexta e domingo, que foi vencido por João Corteiz, um dos maiores campeões do PL. Corteiz venceu com 223 (72-72-79) tacadas, sete abaixo do par e apenas uma de vantagem sobre Antonio Pereira, vice-campeão com 224 (74-71-79). Joao Abe ficou em terceiro, com 228 (78-77-73), seguido por Acácio Jorge Pedro, líder do primeiro dia, com 229 (71-77-81), e por Pedro Yanes, com 236 (77-79-80).

Amadores – Jinbo Ha, campeão das últimas duas edições do torneio, chegou como favorito e levou o tricampeonato do Aberto do PL, mas não sem antes tomar um susto ao ser perseguido de perto pelos irmãos Matheus e Lucas Park, do Paradise. Jinbo sobreviveu a um triplo bogey no buraco 3, entre dois bogeys, que o fizeram subir cinco tacadas em três buracos, para ser campeão com 146 (71-75) tacadas, duas acima do par.

Matheus, que chegou a ter um putt para levar o jogo ao playoff no buraco final, foi o vice-campeão, com 147 (75-72), seguido por seu irmão mais velho Lucas, que completou o pódio com 149 (77-72). Filipe Rossi, do São Paulo, vice-líder da véspera, terminou apenas em quarto, com 153 (73-80), apesar de uma sequência de quatro birdies, do 12 ao 15, e de um duplo bogey no 15, onde perdeu a bola e só a encontrou – no meio da raia! – depois de ter voltado ao tee para bater outra bola. Pedro Marchioni, também do São Paulo, ficou em quinto, com 155 (77-78).

Categorias – Na categoria para os de handicap índex até 8,5, Fernando Vieira dos Santos, foi o campeão, com 142 tacadas, das abaixo do par, seguido por Douglas Black, da Academia GolfRange Campinas, o vice-campeão no desempate com Diogo Oliveira, de São José. Na 8,6 a 14 o título ficou para Sergio Araújo, do Arujá, com 140 (-4), seguido por Luiz Fernando da Silva, do Campinas, com 141, e por Felipe Schmitt, do Clube de Campo, com 142, que superou Seizo Yano, do PL, nos critérios de desempate.

Na 14,1 a 19,4 a vitória foi de Bruno Daniel Priante, do Itapeva, com 141, seguido por Satoru Harayama, do PL, com 144, e por Herick Vasconcelos, da Academia GolfRange Campinas, com 146. E na 19,5 a 25,7, Rubens Asam, do Vila da Mata, diretor da Federação Paulista de Golfe (FPG) venceu com 144 tacadas, o par do campo, seguido por Azuma Bito, do PL, com 146 e por Kawabata Masahiro, do PL, com 147. Antônio Padula, presidente da FPG, que prestigiou o torneio, ficou em quarto, com 153.

Convidados – Houve ainda uma competição especial para convidados, onde Ichiro Amano, novo presidente do PL, recebeu golfistas como Mario Numada, presidente do Arujá, e o vereador Gabriel dos Santos. Amano foi o campeão do torneio com 67 tacadas, seguido por Shiguero Hayashi, do PL, com 75, vice-campeão no desempate com Sadao Kimura, que presentou o Clube de Campo.

Katsumi Ota, vice-capitão do PL comandou a entrega de prêmios que teve a mesa composta ainda por Ichiro Amano, presidente do clube; José Luis Monteiro, prefeito de Arujá; pelo vereador Gabriel dos Santos; por Antônio Padula, presidente da FPG; Miguel Cavalieri, vice-presidente da PGA do Brasil; Yasushi Noguchi, Consul Geral do Japão em São Paulo; Mario Numada, presidente do Arujá; e Takaharu Fukada, empresário da Viva Sabor.

Patrocinadores – Como sempre, o 43º Torneio Aberto do PL Golf Clube contou com um pool de dezenas de patrocinadores, entre pessoas físicas e jurídicas, que permitiram ao clube realizar um dos maiores torneios profissionais do Brasil, com premiação de R$ 60 mil, e uma grande festa, encerrada com jantar de comida japonesa e sorteio de valiosos brindes, entre eles uma semana de hospedagem para quatro pessoas no ressorte Villas at Fortune Place, em Orlando, ofertado pela Alabastour Viagens, parceira da FPG.

O Aberto do PL valeu para o ranking da PGA do Brasil e para os rankings scratch e com handicap índex da FPG, além de valer como seletiva para o Campeonato Latino-Americano de 2019, que todos os anos envia uma equipe da FPG, com tudo pago, para representar o Brasil.

Resultados completos

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados