Após reabertura, clubes de golfe do Reino Unido chegam a dobrar número de sócios

24/07/2020

Esporte perfeito para o distanciamento social, o golfe não para de atrair novos interessadas

por | Ricardo Fonseca

Desde o começo das quarentenas, os clubes de golfe que estavam funcionando no Reino Unido, ainda que parcialmente, começaram a receber mais e mais interessados. Há casos, como o do Moray Golf Club, em Lossiemouth, na Escócia (foto), que tem dois campos de 18 buracos, que ganhou 300 novos sócios desde a reabertura, e a secretaria do clube garante que todo dia chegam novos interessados.

Esta consequência inesperada, mas animadora, da catástrofe da pandemia do coronavírus, tem uma explicação: o golfe é o esporte perfeito para o distanciamento social; parece até criado para a atual situação. Além disso, propicia excelentes caminhadas, distração, exposição ao sol e convívio social com segurança, tudo aquilo que as pessoas ansiavam nos longos dias de confinamento.

Esporte do “novo normal” – Com a consciência que a pandemia pode arrefecer, mas medidas de segurança se perpetuarão no “novo normal”, pelo menos por um ano ou mais, a procura pelo golfe é mais do que natural, sobretudo em países onde o esporte e seus óbvios benefícios já são bem conhecidos.

Fenômeno semelhante vê-se no Brasil, onde após o início da pandemia e do trabalho em casa, que em maior ou menor escala veio para ficar, a procura por casas em condomínios, sobretudo os de golfe, com suas imensas áreas verdes, aumentou bastante. Da mesma forma como aumentou a procura de moradias fora dos grandes centros, em casas com quintal ou apartamento com varandas generosas. E isso em todos os estados do Brasil.

Novos jogadores – Em seu podcast desta semana na National Club Golfer, a revista de golfe de maior circulação no Reino Unido, Stevie Grant, conta que o fenômeno observado no Moray Golf Club, que tem seu Old Course desenhado por Old Tom Morris em 1889 (o New Course é de Henry Cotton), a grande procura para se associar a clubes de golfe, começou pela Inglaterra e depois se espalhou por todo Reino Unido, com clubes chegando a dobrar o número de sócios.

Esse grande interesse por se associar aos clubes reúne desde iniciantes, que querem começar no esporte que pode ser praticado por toda a família e em qualquer idade, passa por aqueles que jogam eventualmente, mas não eram filiados a nenhum clube, além de atrair golfistas veteranos, incluindo os que haviam deixado ou praticavam raramente o esporte.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    PGA Tour: Entenda tudo o que está em jogo para Tiger esta semana, no Memorial


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados