Ataque a muçulmanos deve fazer Donald Trump perder o British Open

15/12/2015

Campo do Turnberry, comprado pelo milionário na tentativa de sediar um major, deve ser vetado para sede de 2020

 

Trump em Turnberry : sonho do milionário de sediar um major do golfe profissional masculino em suas propriedades pode nunca mais se realizar

por: Ricardo Fonseca

Quando Donald Trump comprou o famoso clube de golfe Turnberry, no ano passado, ele tinha como certo que finalmente uma de suas propriedade iria sediar um major, mais exatamente o British Open de 2020. Mas segundo o jornal britânico The Independent, o R&A, entidade que organiza o torneio, decidiu em reunião reservada que depois da grande repercussão negativa das declarações de Trump, candidato à presidência dos EUA, contra os muçulmanos, não era hora de misturar as coisas e Turnberry deve ser vetado, ao menos pelos próximos anos.

Trump já havia provocado reações das principais entidades do golfe americano ao virar sua bateria verbal contra os mexicanos, cujos imigrantes ilegais o milionário culpa pela violência em seu país. Em junho, Trump chamou os imigrantes mexicanos de “estupradores” e disse que eleito construiria um muro ao longo da fronteira Estados Unidos-México para impedir sua entrada. E não parou por aí. O preconceito de Trump em suas declarações atingiu os chineses e as mulheres.

Reações – Mas a reação mais forte ao racismo de Trump veio quando ele decidiu atacar os muçulmanos de forma generalizada dizendo que proibiria a entrada de todos nos EUA, se eleito. Até Israel reagiu, ameaçando não receber mais Trump, que cancelou uma viagem que faria ao Oriente Médio.

O Tour Europeu depende muito dos muçulmanos, que investem milhões anualmente na Corrida para Dubai. O próprio Turnberry foi comprado por Trump, em abril de 2014, em parceria com um grupo de investimentos de Dubai presidido por Sua Alteza o Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum. Trump também está construindo um condomínio de luxo com campo de golfe em Dubai, o Trump International Golf Club, em parceira com a Akoya by Damac, empresa de Dubai, que já mandou retirar o nome Trump e as imagens do milionário e de sua filha, Ivana, na propriedade.

Decisão – “Chega!” teria sido a expressão usada na reunião do R&A que pode ter decidido que Trump, afinal, não terá seu major. Fontes do R&A dizem que Martin Slumbers, o novo executivo-chefe da The Royal and Ancient Golf Club of St. Andrews, já tomou sua decisão.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados