Equipamentos: a nova onda que chegou com o BMW

18/09/2013


Profissionais conheceram as novas madeiras Exotics CB Pro, que chegam em novembro


A Exotics levou os dimples para a sola das madeiras, com a tenologia de
A
Exotics levou os dimples para a sola das madeiras, com a tenologia de
“calhas de deslizamento”, mas a grande sacada foi atingir o máximo de
efeito-trampolim permitido

 
Um dos assuntos mais
comentados entre os profissionais no driving range do BMW Championship,
na última semana, foram as madeiras Tour Edge Exotics CB Pro, que
tiveram seus protótipos sendo testados, antes de chegar definitivamente
ao mercado, em novembro. Há muita tecnologia embarca nos novos tacos da
Tour Edge, mas o que chama a atenção à primeira vista é tanto o visual
retrô da cabeça como a sola ondulada com calhas de deslizamento, que o
fabricante batizou de “Slip Stream”.

Os grooves em forma de onda
da sola das madeiras, alinhadas paralelamente à linha de alvo facilita
muito, segundo a primeira avaliação dos profissionais, o deslizamento do
taco sobre a grama, diminuindo em muito o atrito e o contato com o
chão. Isso permitiria, segundo a Tour Edge, que a cabaça do taco
mantenha sua velocidade máxima durante o impacto, reduzindo ao mínimo
qualquer alteração no ângulo de ataque.

Efeito-trampolim –
O CB Pro utiliza a face de titânio beta da Tour Edge solada a um corpo
de super-aço com resultados surpreendentes pois a estrutura permite um
efeito-trampolim (reação da face flexível ao impacto, que se transmite
para a bola, aumentando sua velocidade) que fica muito perto do máximo
permitido pelas regras da USGA e R&A, que é de 250 CT.

CT é a
abreviatura de Characteristic Time, medida usada para calcular o
efeito-trampolim, ou seja, o tempo em milissegundos em que a bola fica
em contato com a face do taco, medido num aparelho com um pêndulo,
desenvolvido para esse fim. Quando maior o tempo de contato, maior o
efeito-trampolim e mais energia é transmitida para a bola. Se física não
é seu forte, não importa. Basta saber que chegar no limite do permitido
é muito bom para quem usa o taco e que poucos conseguiram isso até
agora.

O Tour Edge Exotics CB Pro vem com as novas varas Fujikura
Speeder 757 e 661 que usam a Triax Core Technology, um material de
grafite estruturado internamente em três dimensões para aumentar a
velocidade da cabeça do taco sem perder a estabilidade.

Mais madeiras –
A Exotics também apresentou dois modelos de suas madeiras da família
XCG7: a XCG7 e a XCG7 Beta, feitas para dois tipos diferentes de
jogadores. O modelo XCG7 foi desenhada para perdoar ao máximo o impacto
fora do centro ideal de impacto (sweet spot), graças a seu perfil mais
baixo e cabeça maior. A XCG7 Beta tem uma face mais profunda e cabeça
menor, para permitir uma trajetória mais precisa.

Os dois
modelos tem o chamado “Power Grid”, da Tour Edge, posicionado logo
abaixo da área ideal de impacto também com o objetivo de levar o
efeito-trampolim ao máximo permitido. Os modelos XCG7 e XCG7 Beta vem
com varas Fujikura Fuel, com opção das varas Matrix “White Tie”, “Red
Tie” e “Black Tie”.

O CB Pro vai ser vendido nos EUA por US$ 500,
enquanto o preço sugerido para o XCG7 é de US$ 250 e para o XCG7 Beta
de US$ 300. A Tour Edge dá uma garantia vitalícia para seus os tacos que
pode ser exercida desde que você compre seus produtos num revendedor
oficial, como a São Bento Golfe.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados