Especial: Casa de Campo, sede do LAAC, foi palco da maior conquista do golfe amador brasileiro

15/01/2016

Jaime Gonzalez foi campeão mundial e Brasil medalha de bronze no Eisenhower Trophy disputado lá, em 1974

 

Jaime Gonzalez, com as equipes do Brasil medalha de bronze no Mundial Amador e a edição da SI, de 1971, com o campo em seus primórdios

por: Ricardo Fonseca

O campo de Pete Dye conhecido hoje como Teeth of the Dog, onde está sendo jogado o Latin America Amador Championship (LAAC) foi palco da maior conquista da história do golfe amador brasileiro. Foi lá, na disputa do Eisenhower Trophy no Campeonato Mundial Amador de Golfe por Equipes, em 1974, que Jaime Gonzalez foi campeão mundial no individual, empatado com o americano Jerry Pate, e que o Brasil conquistou sua única medalha em Mundiais ao terminar em terceiro lugar, atrás dos EUA, campeão pelo quarto ano consecutivo, e do Japão, o vice.

internas jaime teeethNas imagens ao lado, de cima para baixo: Navarro, Rossi, Priscillo, Jaime e Jesse, equipe medalha de bronze no Mundial Amador que teve Jaime como campeão individual ; Resultados finais do torneio; Capa da SI Swimsuit de 1971, fotografada Teeth of the Dog; páginas internas da edição mostrando campo em seus primórdios; e a única equipe feminina do Brasil bronze no Mundial Amador, com Maria Alice, Lauda , Yolanda e Beth

 

Há 41 anos, o recém-inaugurado percurso do Teeth of the Dog, era bem diferente de hoje. Seu traçado selvagem, construído a facão em meio a uma mata densa por 300 homens sob o comando de Dye, acabou sendo transformado durante os anos, tanto para recuperar danos provocados por furacões como em constantes reformas e melhoria do campo e seu entorno para torná-lo mais adequado ao resort Casa de Campo, do qual é hoje o principal atrativo.

Equipe – A medalha de bronze do Brasil, único país além dos EUA a disputar todos os Eisenhower Trophys, e a de prata do Japão, foram comemoradas na época como uma prova do crescimento do golfe em nível mundial, uma vez que pela primeira vez, desde o torneio inaugural, em 1958, no Old Course, dois países de língua não inglesa subiam ao pódio. Além disso, os seis primeiros colocados representavam seis diferentes continentes, pela ordem EUA, Japão, Brasil, África do Sul, Austrália e Grã Bretanha/Irlanda.

O time do Brasil foi formado por Jaime Gonzalez, Priscillo Diniz, Ricardo Rossi e Rafael Navarro, com Jesse Rinehart Júnior como capitão e Seymour Marvin como delegado. Jaime e Pate empataram em primeiro lugar no individual com 294 tacadas cada. O japonês Satoshi Yamazaki fez o terceiro melhor resultado da semana, com 295, seguido pelo americano George Burns III, com 297 (veja tabela).

Comparação “O campo em que joguei era muito mais difícil do que é hoje, por isso é difícil comparar com o percurso de agora”, conta Jaime. Em seu tempo só houve quatro resultados abaixo do par na Casa de Campo (dois dos EUA e dois do Japão) e ninguém quebrou 70, como vem acontecendo no LAAC deste ano. “O Teeth of the Dog continua difícil, sobretudo quando venta, mas não é selvagem como era antes”, diz o brasileiro com os melhores resultados internacionais da história.

Em 1971, logo depois de inaugurado, o Teeth of the Dog foi o cenário escolhido para a edição da Sports Illustrated Swimsuit daquele ano, com modelos em trajes de banho e alguma ousadia nos detalhes. A capa da edição teve como destaque a modelo Tannia Rubiano. Nas páginas internas (abaixo) pode-se ver um detalhe do campo recém-construído.

Brasil também foi bronze no Mundial feminino

Na edição seguinte, dois anos depois, a equipe feminina do Brasil repetiu o feito depois dos homens no Troféu Espírito Santo, a competição das mulheres do Campeonato Mundial Amador de Golfe por Equipes ao ser terceira colocada no Vilamoura Golf Club, em Algarve, Portugal. Nunca mais, nem no masculino, nem no feminino, o Brasil subiu ao pódio num mundial.

O time feminino de 1976 foi formado por Elizabeth Nickhorn, recordista entre homens e mulheres em participações no Mundial Amador; pela hoje profissional Maria Alice Gonzalez, prima de Jaime; e por Laura dos Santos. Yolonda Figueiredo foi a capitã. Os EUA, que tinham Nancy Lopez no time, a campeã individual com 297, venceram com 605 tacadas, contra 622 da vice-campeã França, de Catherine Lacoste, filha de René Lacoste, tenista e empresário fundador da empresa que leva o nome da família; e 626 do Brasil, que levou o bronze.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados