ESPN mostra mais de 30 horas ao vivo do US Open, de quinta a domingo. Confira os horários!

15/06/2017

Campo do Erin Hills é o mais longo da história, com 7.741 jardas, Prêmio de US$ 12 milhões também é o maior

 

 

Veja, abaixo, os vídeos que mostram os buracos de 1 a 9 e de 10 a 18 e a lista de todos os participantes, seu ranking mundial e seus países

 

Tudo é grande no 117º US Open, que começa a ser jogado hoje, quinta-feira, 15 de junho, e prossegue até domingo, 18, no campo do Erin Hills, em Erin, Wisconsin, a nordeste de Milwaukee. O canal ESPN transmite os quatro dias ao vivo, a partir das 14 horas, com os jogo sendo até 22 horas, quinta e sexta; até 21 horas, no sábado, e até 21h30, no domingo, premiação inclusa. Serão mais de 30 horas de transmissão, com Ricardo Melo e esquipe de narradores. E, se houver playoff, prepare-se para mais quatro horas de transmissão, na segunda-feira, pois o desempate do US Open continua sendo de 18 buracos.

O campo do Erin Hills é o mais longo da história do US Open, com 7.741 jardas – nos dias de treino chegou a ter mais de 8.000 jardas -, mas com par 72 (36-36), algo que não se via no US Open desde 1992. Dos quatro pares cinco do campo, dois por volta, três têm mais de 600 jardas, com o maior, o 18, chegando a 637. O outro é o buraco 14, com apenas 594 jardas. E apenas um par 3 tem menos de 200 jardas. Para completar, o rough, a grama alta que cerca o campo, chega a um metro de altura.

Premiação – Superlativo também é o prêmio – US$ 12 milhões, o que fará o campeão do US Open deste ano ser o primeiro da história a receber mais de US$ 2 milhões (Dustin Johnson, campeão de 2016, levou US$ 1,8 milhões). E, como todo major, a premiação para o ranking mundial é máxima, 100 pontos para o campeão, com todos que jogarem a rodada final pontuando. Nada que preocupe DJ que tem média de 12,72 pontos, contra 7 vírgula alguma coisa dos seis jogadores seguintes do ranking.

Contando com DJ que defende o título, há 11 ex-campeões em campo, incluindo todos desde 2009: Jordan Spieth (2015),Martin Kaymer (2014), Justin Rose (2013),Webb Simpson (2012),Rory McIlroy (2011),Graeme McDowell (2010) e Lucas Glover (2009). Os demais são Ángel Cabrera (2007), Jim Furyk (2003) e o único múltiplo ganhador, Ernie Els (1994 e 1997). Grande também é a saudade que todos terão de Tiger Woods, que venceu seu último US Open – e último major, em 2008.

Sul-Americanos – A América do Norte, com 89 jogadores, será maioria absoluta em campo, seguida pela Europa (37), Ásia (12), África (8), Oceania (5) e América do Sul (5) sendo três argentinos – Cabrera, Emiliano Grillo e Andres Romero; o venezuelano Jhonattan Vegas e o chileno Joaquin Niemann, número 1 do ranking mundial amador de golfe. A América Latina pode ter ainda o mexicano Roberto Díaz, primeiro reserva, que aposta que Phil Mickelson programado para jogar às 14h20 locais, não chegará a tempo da formatura de sua filha Amanda, na Califórnia, devido ao mal tempo no longo trajeto aéreo de 3.500 km.

Esse vai ser o primeiro US Open em Wisconsin, mas o quinto major. Já se jogou lá o PGA Championship de 1933, no Blue Mound, em Wauwatosa, e em Whistling Straits em 2004, 2010 e 2015. Também estiveram em Wisconsin o  US Women’s Open de 1998 e 2012, no Blackwolf Run, e o US Senior Open, em Whistling Straits, em 2007. O campo do Erin Hills, inaugurado em 2006, também recebeu o US Amateur de 2011.

Favoritos – Num torneio em um campo brutal como esse, com tudo o que envolve um major, nunca há favoritos de verdade, sobretudo se considerarmos que todos os 63 melhores do ranking mundial de golfe, sem faltar um, estarão em campo (bem, há Mickelson).

Assista ao vídeo – Buracos 1 a 9

 

 

Assista ao vídeo – Buracos 10 a 18

 

 

Veja a lista de todos os participantes

 US Open 17 todos com bandeira

 

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados