Hall da Fama do Golfe Brasileiro resgata história do esporte e homenageia seus heróis

12/11/2019

Mario Gonzalez e Pinduca são os primeiros membros. Outros dois serão adicionados a cada ano

Familiares de Mário e Pinduca com os quadros dos primeiros induzidos ao Hall da Fama. Fotos: Thais Pastor/F2 Assessoria e Comunicação

por | Ricardo Fonseca

O golfe nacional, tão carente de memórias, começou a resgatar um pouco de sua história com o lançamento do Hall da Fama do Golfe Brasileiro, durante o Campeonato Brasileiro Sênior ABGS, na primeira semana de novembro, no Rio de Janeiro. A festa de lançamento com mais de 100 golfistas presentes, aconteceu durante um coquetel no Bar Inglês do Gávea Golf & Country Club, em São Conrado, mas o salão com as fotos dos induzidos ao Hall da Fama e, no futuro, um pequeno museu, ficará sediado no Campo Olímpico de Golfe (OGC), na Barra da Tijuca, local de visita obrigatória para todos os golfistas do Brasil e do exterior que passam pela cidade.

Veja as fotos da cerimônia de lançamento do Hall da Fama

Devido à morte recente de dois dos maiores ídolos do golfe brasileiro, que nos deixaram em agosto e setembro, com menos de um mês de diferença, houve consenso na indicação dos nomes do mestre Mário Gonzalez, e de seu irmão José Maria Gonzalez Filho, o Pinduca, como os primeiros membros a serem induzidos ao Hall da Fama do Golfe Brasileiro. Fotos emolduradas dos dois golfistas, que foram entregues simbolicamente a seus familiares na cerimônia de lançamento, irão marcar seus lugares no Hall da Fama e, a cada ano, ganharão a companhia de mais dois membros a serem escolhidos por um grupo de golfistas notáveis.

Mário – Mário Gonzalez (22/11/1922 – 29/07/2019) é considerado por unanimidade o maior golfista do Brasil. Ele foi nove vezes campeão do Amador do Brasil e ganhou mais oito vezes o Aberto Brasil, competição profissional que sempre atraiu muitos dos melhores golfistas do mundo. Mário detém ainda o recorde de 16 vitórias internacionais, entre elas quatro títulos do Campeonato Amador da Argentina, dois do Aberto da Argentina, dois do Aberto do Uruguai e uma do Amador da Espanha, uma do Aberto da Espanha. Mário representou o Brasil em 16 Copas do Mundo.

Mario detém ainda o melhor resultado de um brasileiro na história dos majors, conquistado em 1948, no The Open Championship, em Muirfield, na Escócia, onde foi 11º colocado e melhor amador da competição. Mario voltou a passar o corte em dois majors, já jogando como profissional: no The Open Championship de 1956, em Hoylake, quando terminou em 33º lugar, e no Masters de 1962, em Augusta, onde foi o 45º colocado. Em 2006, o presidente Fernando Henrique Cardoso concedeu a Mário Gonzalez o grau de Oficial da Ordem de Rio Branco, pelos serviços prestados ao país através do golfe.

Pinduca – Ao contrário de seus dois irmãos mais velhos, Mário e Aroldo (pai de Maria Alice Gonzalez), que nasceram em Santana do Livramento (RS), Pinduca (27/04/1937 – 25/08/2019) nasceu em São Paulo, para onde sua família se mudou. Pinduca viveu o auge de seu golfe nos anos 50 e 60, primeiro como amador, depois como profissional. Pinduca foi tetracampeão do Amador do Brasil, de 1953 a 1956.

Como profissional, Pinduca tornou-se um dos cinco brasileiros em toda a história a passar o corte em um major, e por duas vezes. Na primeira, no Masters de 1956, no Augusta National, onde terminou em 44º lugar, à frente de Mário, e a segunda no The Open Championship de 1960, no Old Course de St. Andrews, na Escócia, onde ficou em 40º lugar. Ou seja, passou o corte em majors em suas duas sedes mais icônicas. Pinduca também foi fundador e presidente da Associação Brasileira de Profissional de Golfe, a PGA do Brasil.

Comitê de Seleção – São sete os membros do Comitê de Seleção do Hall da Fama, a começar por Marcelo Stallone, idealizador do Hall da Fama do Golfe Brasileiro e autor da biografia “Mário Gonzalez, o golfista do Brasil”, obra obrigatória na estante de qualquer golfista. A eles se juntam outros cinco membros vitalícios: Beth Nickhorn e Roberto Gomez, ambos recordistas mundiais em participação no Mundial Amador; os profissionais Rafael Navarro, um dos maiores campeões do golfe brasileiro, e Jaime Gonzalez, filho de Mário que teve uma carreira amadora e profissional tão brilhante como a do pai ao jogar sete vezes no The Open, onde passou quatro cortes; e Armínio Fraga, membro do R&A. O sétimo membro, rotativo, é o presidente em exercício da Confederação Brasileira de Golfe (CBG), atualmente Euclides Gusi.

Caberá os sete membros do Comitê de Seleção votar nos candidatos ao Hall da Fama a cada ano, sendo necessários 2/3 dos votos, ou o mínimo de cinco votos, para alguém ser aceito. Para integrar o Hall da Fama, no caso de golfistas de alto rendimento, é necessário ter 50 anos completos, ter vencido ao menos três Abertos das Federações ou da CBG e ter representado o Brasil internacionalmente. Outros golfistas – e mesmo quem não pratique o esporte – podem ser indicados por terem contribuído significativamente para o golfe brasileiro, seja na sua administração, organização, arquitetura, manutenção, instrução e divulgação (mídia), entre outros.

Emoção – A cerimônia de indução de Mário e Pinduca ao Hall da Fama do Golfe Brasileiro foi apresentada por Tadeu Schmidt, do Gávea, apresentador do Fantástico da Rede Globo, que apesar de jogar golfe há apenas cinco anos teve a honra de conviver com Mário Gonzalez. Na ocasião foram apresentados vídeos e fotos dos dois golfistas, com Tadeu aproveitando para fazer perguntas aos familiares dos dois induzidos presentes à cerimônia, um momento de muita emoção para todos.

O lançamento do Hall da Fama integrou a programação do Brasileiro Sênior ABGS, que teve patrocínio Máster da SPX Capital e apoios da EMS, Gávea Investimentos, OGC e Gávea Golf.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados