Harris English testa positivo e aumenta para sete casos de COVID-19 no PGA Tour

30/06/2020

Dos cinco jogadores infectados dois foram detectados nos exames para o torneio desta semana

English testa positivo antes de treinar e vai ficar de quarentena em Michigan. Reprodução tevê

 por | Ricardo Fonseca

Harris English, duas vezes campeão no circuito, testou positivo para COVID-19 nos exames agora obrigatórios antes de qualquer pessoas entrar em campo para o torneio da semana do PGA Tour, teve que abandonar o Rocket Mortgage Classic, que vai ser jogado de quinta-feira a domingo, no Detroit GC, e ficará em quarentena obrigatória por no mínimo dez dias, em Michigan. O exame foi realizado nesta segunda-feira e ele está assintomático.

Antes de English, Dylan Frittelli testou positivo, domingo, no exame obrigatório para quem vai usar o voo charter do PGA Tour e também ficou fora do evento desta semana. Agora já são cinco os profissionais infectados desde que o PGA Tour retornou há três semanas. O primeiro foi Nick Watney, na sexta-feira, 19, depois de ter jogado na primeira rodada do RBC Heritage. No Travelers, na semana passada, foram mais dois jogadores: Cameron Champ, antes de a competição começar, e Denny McCarthy, outro que jogou na quinta e sentiu sintomas e foi diagnosticado na sexta.

Medidas mais duras – Os casos de Watney e McCarthy, que jogaram uma rodada infectados, levou o PGA Tour a endurecer as medidas de segurança, introduzindo um novo teste para ter acesso ao campo. Antes, os jogadores eram testados na semana anterior e novamente para poder participar do voo charter. Até agora não foram identificados casos de contaminação durante o torneio. English, por exemplo, não jogou no Travelers e nem nas rodadas finais do Heritage, o primeiro torneio pós volta, pois não passou o corte.

Também a o caso de dois caddies infectados, ambos com positivos na quarta-feira, 24, véspera do Travelers. O primeiro foi Ricky Elliott, caddie de Brooks Koepka, que levou o número 2 do mundo, que convive com ele, a se colocar em quarentena voluntária. Chase Koepka, irmão mais novo de Brooks, que ganhou vaga no monday qualifying, desistiu pelo mesmo motivo. O outro foi Ken Comboy, caddie de Graeme McDowell, o que levou mais um profissional para a quarentena voluntária. Webb Simpson, campeão do Heritage, também, deixou o Travelers por precaução, pois houve um familiar com positivo.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Ranking Mundial: Latino-americanos ganham posições e já são 16 entre os Top 500


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados