Honda Open – Aberto do CG Campinas: Ronaldo Francisco vence torneio profissional de ponta a ponta

22/11/2021

Fernando Silva, campeão amador, também liderou desde o primeiro dia, no campo de Sumaré

Pódio profissional com Everton, Ronaldo e Gustavo

O profissional Ronaldo Francisco, head-pro do Quinta do Golfe, de São José do Rio Preto, e o amador Fernando Silva, do Campinas Golf Center venceram de ponta a ponta o Honda Open – Campeonato Aberto do Clube de Golfe de Campinas, 56º masculino e a 37º feminino, encerrado neste domingo, 21 de novembro, em Sumaré (SP). No feminino, o troféu de campeã foi para Kyoung Aie Kim, que jogava em casa. As competições amadoras valeram para os rankings scratch e por handicap índex da Federação Paulista de Golfe (FPGolfe).

Fernando Silva recebe o troféu de campeão amador de Otavio Mizikami, da Honda; Jorge Yano, presidente do clube, entrega taça a Kyoung Aie Kim, e a mesa de premiação do torneio

Ronaldo, que se prepara para disputar as seletivas do Champions PGA Tour, o circuito americano para profissionais de 50 anos em diante, no final do mês, começou a rodada final vencendo por três tacadas e não deu chances aos adversários. Ele copiou o cartão na primeira metade do campo e vinha jogando no par 12, antes de fazer quatro birdies consecutivos, e vencer com 135 (67-68) tacadas, nove abaixo do par e cinco de vantagem sobre os adversários.

Mais destaques – Outro destaque do dia foi Gustavo Teodoro, novo head-pro do Ipê Golf Club, de Ribeirão Preto, que começou a volta final em terceiro. Gustavo, que como Ronaldo, já foi membro do PGA Tour Latinoamérica, jogou o par na primeira metade do campo, antes de fazer dois eagles, um deles no buraco 15, de par 4, e dois birdies, para jogar 30, seis abaixo, nos nove buracos finais, e ser vice-campeão com 140 (72-68) tacadas, quatro abaixo.

Everton Menezes, vice-líder da véspera, que fez um birdie e um bogey em cada metade do campo, caiu par o terceiro lugar, com 142 (70-72), duas abaixo do par. Izael Souto, profissional da casa, foi outro a jogar abaixo do para na volta final, para ainda terminar em quarto, com 146 (75-71) tacadas. A quinta colocação, com 147 tacadas, foi dividida entre Vanderlei Soto (74-73), Edemilson Correia, o Babalu (74-73) e Jovenilio Souto (74-74). Cafal Gomes ficou em oitavo com 148 (74-74), seguido por Gerson Souto, que fez a outra única volta abaixo do par do torneio, com 149 (79-70), e por Gedielson Silva, com 150 (77-73).

Amadores – Depois de estrear na liderança sem um birdie sequer, Fernando Silva, o número 1 do ranking scratch da FPGolfe, voltou a fazer a melhor volta do torneio amador, desta vez com três birdies e jogando abaixo do par, para ser campeão com 146 (75-71) tacadas, duas acima. Este foi o quarto título de Fernando na temporada, depois de vencer no Santos São Vicente, no Vila da Mata e no Lago Azul, além de ter ainda quatro vice-campeonatos e um terceiro lugar em 2021.

Alessandro Fonseca, companheiro de Fernando no Campinas Golf Center, que começou o dia perdendo por uma, também melhorou de resultado, mas para ser vice-campeão, com 149 (76-73), seguido pelo local José Augusto Pereira, com 166 (81-85), o terceiro colocado.

Handicaps – Na classificação por handicaps índex até 8,5 (prêmios não acumuláveis), o troféu de campeão foi para Fujio Sakai, com 159 (80-79); enquanto Caic Choi, voltando às competições de golfe após dez anos afastado, era o vice-campeão com 170 (87-83). Na véspera do torneio, Choi estabeleceu o incrível recorde de ter corrido ao menos 6 km por dia, durante 823 dias consecutivos, no começo, na esteira, mas os últimos 608 ao ar livre. Só nessa fase final foram 4.584 km, o suficiente para ir do Oiapoque ao Chuí, os pontos territoriais extremos do Brasil (do norte ao sul), que estão a 4.174 km um do outro, em linha reta.

Na 8,6 a 14, Rogerio Francisco Tartari, que jogou em casa, foi campeão com 136 (66-70) tacadas, oito abaixo, seguido por Ivair Tadei, do Imperial, com 138 (69-69). Em terceiro, com 144 (74-70), ficou Kendall Dunn, de Bastos, ao superar Wellington Aderaldo, do Riacho Grande, que também somou 144 (69-75) nos critérios de desempate.

Mais premiados – Na 14,1 a 19,4, Douglas Mesquita, do Campinas Golfe Center, fez o melhor net da semana, com nove abaixo, para ser campeão de virada, com 136 (73-63) tacadas, e apenas uma de vantagem sobre José Trude da Conceição, do Santos São Vicente, vice com 137 (72-65). Edivaldo Almeida Jr., do Riacho Grande, completou o pódio com 143 (72-71). Os dois jogadores da casa que começaram o dia na frente, perderam posições. Byen Soon Wook, líder da véspera, caiu para o sexto lugar, com 146 (67-79), enquanto Heitor Alves Matos, que começou o dia em segundo, caia para o quinto lugar, com 145 (68-77), atrás da ainda do local Chae Yung Kim, quarto colocado com 144 (74-70).

Na 19,5 a 25,7 só deu jogadores da casa no pódio. Henrique Meloni venceu com 138 (67-71), depois de quase ser surpreendido por Paulo Francisco Martino, vice com 139 (73-66). Gendong Choi fez o melhor resultado da categoria neste domingo para ainda ser terceiro colocado, com 141 (77-64), duas à frente de Rodrigo Moreira Borges, o Peixe, do Terras de São José, com ficou em quarto, com 143 (76-67).

Feminino – Única competidora scratch, Kyoung Aie Kim terminou com 172 (84-88) gross e 146 (70-76) net. Na 16,1 a 25,7, só deu jogadoras da casa. A campeã foi Eun Young Choi, com 146. Jeong Ok Ko foi a vice-campeã, com 149 (76-73), ao superar Young Sun Kim, terceira colocada com 149 (73-76), nos critérios de desempate. A seguir terminaram Sojeong Lee, com 150 (78-72), Mi Ja Kim, com 153 (75-78), e Li Lian Mizikami, com 155 (72-83).

Houve ainda competições de drive mais preciso (Straightest Drive), vencida por Fernando Silva, do Campinas Golf Center, que deixou a bola mais perto da corda que marcava o centro do Fairway, e de bola mais perto da bandeira (Nearest to the Pin), ganha por Maurício Cotrim, do Riacho Grande.

Patrocinadores – O Honda Open – Aberto do Clube de Golfe de Campinas, teve patrocínio Master da Honda Automóveis do Brasil, e apoios de Lahuman, Sango, Taquaral, Rebouças e Beni Car. Já a competição profissional, com R$ 18 mil em prêmios, sendo R$ 3,7 mil para o campeão, teve patrocínio de Manhattan Investimentos/XP, Sata Brasil, Única Saúde, Valbormida e YP Solarline.

Mauro Batista, diretor executivo da FPGolfe, apresentou a entrega de prêmios que teve a mesa composta ainda por Ademir Mazon, presidente da FPGolfe; Jorge Yano, presidente do Clube de Golfe de Campinas, por seus capitães Richard Witte e Li Lian Mizikami, e por Otavio Mizikami, da Honda Automóveis do Brasil, patrocinador Masters.

Resultados completos

 

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Aproveite o acordo entre a Pousada Travel Inn Trancoso e o Terravista Golf Course

  • Golfe 2016

    Jogos de Tóquio: Nelly Korda leva susto, mas vence por uma e dá aos EUA seu segundo ouro no golfe


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados