Interclubes Scratch – São Fernando conquista título em final apertada e emocionante

13/12/2021

A equipe do São Paulo ganhou em casa, mas não bastou. Dylan Song fez ponto decisivo no 18

Equipe do São Fernando comemora título do Interclubes Scratch de 2021. Fotos: Thais Pastor/F2 Assessoria

Numa final emocionante, só decidida no último jogo, no buraco 18, o São Fernando Golf Club, de Cotia, conquistou o título do 31º Torneio Interclubes Scratch Masculino do Estado de São Paulo, neste domingo, 12 de dezembro, no campo do São Paulo Golf Club, que tinha o mando do jogo de volta na final. O São Fernando venceu o confronto de ida no sábado, 11, em casa, por 4 x 1, e mesmo perdendo por 2 x 3 no dia seguinte, foi campeão por 6 x 4, na soma das duas rodadas.

Veja álbum de fotos da final do Interclubes

Com a vantagem de 4 x 1 construída em casa, o São Fernando foi jogar na casa do adversário, no domingo, precisando vencer dois dos cinco jogos do dia para ser campeão. E a primeira vitória veio logo nas duplas, quando Pedro Garcia e Hélio Meirelles ganharam de Tito Mantovanini e Marcelo Gullo por 2 & 1 (venciam por dois buracos, restando um a jogar), ampliando a vantagem do São Fernando para 5 x 1.

Reação – Mas foi aí, nos quatro jogos individuais, que o São Paulo reagiu. Luiz A. P. Almeida, o Gugu, derrotou Ale Fabietti por 5 & 4, para diminuir para 5 x 2. Logo depois, Pedro da Costa Lima, o Pepê, venceu Leonardo Dale, por 5 & 4, deixando o placar em 5 x 3 para o São Fernando. Felipe Almeida deu esperanças para o São Paulo ao derrotar Yugo Hirai por 2 & 1 (buraco 17), para fazer 5 x 4, quase ao mesmo tempo em que Dylan Song, no grupo da frente, chegava ao buraco 18 ganhando por um de Thomas Mantovanini.

Como não há empate nos jogos, que vão sempre para o desempate nos buracos 19, 20 e assim por diante, Thomas tinha a chance de empatar o jogo no 18 e deixar a decisão para o playoff. Caso Thomas conseguisse virar o jogo, o placar ficaria em 5 x 5, mas o São Paulo ganharia na soma de buracos ganhos nos dois dias (os chamados pontos pequenos), que nesse momento estava 17 x 16 para o São Paulo. Assim, se Thomas virasse o jogo, haveria empate em 5 x 5, mas o São Paulo ganharia nos pontos pequenos, por 18 x 16.

Título – Só que Dylan Song colocou um ponto final às especulações matemáticas ao empatar o buraco 18, ganhar de Thomas por 1 up e dar o título ao São Fernando por 6 x 4. Foi a revanche da derrota de 2019, último Interclubes Scratch jogado, quando o São Paulo foi campeão, deixando o São Fernando em segundo lugar, em jogo no Ipê GC, de Ribeirão Preto, com um sistema de disputa diferente, em três dias de competição com jogos de duplas best ball e individuais e soma de tacadas de todos os jogos.

Mauro Batista, diretor executivo da Federação Paulista de Golfe (FPGolfe) representou a entidade e apresentou a entrega de prêmios que teve a presença dos presidentes e capitães dos dois clubes: Hélio Fabbri e Rodrigo Somlo, respectivamente, do São Fernando; e Fernando Gullo e Marcelo Gullo, do São Paulo. Fernando Gullo fez uma homenagem a Johnnie Costa Lima, ex-presidente do São Paulo e seu companheiro de muitos Interclubes no passado. Todos ganharam medalhas e troféus e a equipe campeã a taça de posse transitória do Interclubes Scratch. No final, o São Paulo ofereceu um almoço às equipes finalistas.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Aproveite o acordo entre a Pousada Travel Inn Trancoso e o Terravista Golf Course

  • Golfe 2016

    Jogos de Tóquio: Nelly Korda leva susto, mas vence por uma e dá aos EUA seu segundo ouro no golfe


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados