Los Andes: em dia de hole-in-one de Lauren, meninas vencem primeiro jogo e deixam a “lanterna”

29/11/2019

Meninos do Brasil chegam à metade do torneio sem vencer. Colômbia e Argentina dominam tudo

Lauren comemora o segundo hole-in-one de sua carreira, feito no buraco 9. Foto: Jotagê

Por | Ricardo Fonseca

Em dia de hole-in-one de Lauren Grinberg, no buraco 9 da tarde, a equipe feminina do Brasil afastou temporariamente o fantasma de novo rebaixamento ao vencer seu primeiro jogo, contra o Peru, por 10 x 2, e deixar a última colocação do 74° Campeonato Sul-Americano de Golfe por Equipes – Copa Los Andes 2019, que teve a segunda de suas quatro rodadas nesta quinta-feira, 27 de novembro, no campo do Yacht Golf Club, em Assunção, no Paraguai. As meninas do Brasil perderam o outro jogo do dia para a Venezuela, por 1 x 11, e agora estão em sétimo lugar entre nove participantes, com dois pontos ganhos, à frente de Equador e Peru, que têm um ponto cada.

No masculino, o Brasil continua sem vencer e em penúltimo lugar. Nesta quinta, os meninos perderam para a Colômbia, por 1 x 11 e empataram com o Equador (6 x 6). O time agora soma dois pontos e divide o sexto lugar com Paraguai e Peru, à frente apenas do Uruguai, cujo único ponto foi conseguido com um empate com o Brasil no primeiro dia. A Los Andes é organizada pela Federação Sul-Americana de Golfe, com apoio do R&A, e reúne nove dos dez filiados do continente, a cada ano, com o último colocado sendo rebaixado.

Feminino – Lauren fez o único ponto contra a Venezuela, no empate com Stephanie Gelleni, e ganhou seu jogo simultâneo contra a peruana Luisamariana Mesones, por 2 & 1, graças em parte por seu hole-in-one no buraco 9, de 128 jardas, onde bateu pitch. Esse foi o segundo hole-in-one da carreira de Lauren, mas o primeiro em competições. Ela havia feiro seu primeiro ace há quase dois anos, dia 24 de dezembro de 2017, em treino no Lago Azul Golfe Clube, que defende no Brasil (hoje joga pela Barry University dos EUA).

A dupla que Lauren faz com Bia Junqueira, desde o primeiro dia, continua sem vencer, quatro derrotas seguidas, incluindo a por 5 & 4, o único ponto do Peru, feito por Mariana Cristina Leon e Idana Canduso. Vencemos a outra dupla com Nina Rissi e Fernanda Lacaz. Meilin Hoshino não jogou nas duplas, e Fernanda Lacaz ficou fora dos jogos individuais. Na véspera, Lauren havia ficado no banco à tarde.

Nesta sexta, as meninas enfrentam o Equador, um dos lanterninhas, e o Paraguai que está em sexto com apenas três pontos, uma surpresa negativa não só por jogar em casa mas por ter forte equipe. Colômbia e Argentina estão invictos. A Colômbia lidera com oito pontos, seguida da Argentina, com sete, após ceder um empate para oi Uruguai.

Masculino – No masculino, era difícil mesmo o Brasil vencer a líder invicta Colômbia, cuja vitória mais difícil foi um 8 x 4 contra o Paraguai. O Brasil escapou de um 12 x 0 graças a Thomas Choi, que empatou com Daniel Faccini, mas Daniel Kenji Ishii também teve chance de pontuar no jogo que perdeu no 18, por 1 down, para Felipe Alfredo Alvarez determinando o 1 x 11. Já no empate com o Equador, o Brasil perdeu uma dupla, com Andrey Xavier e Lucas Park no 18 (2 up), e uma das duas derrotas no individual foi a de Choi, por 1 down, para Nicolas Cimadevilla. Vitória perdida nos detalhes. Choi não jogou nas duplas e Andrey ficou no banco no individual.

Afastada qualquer chance de lutar pelo título, os meninos do Brasil enfrentam nesta quinta-feira a forte Argentina, o outro líder invicto da chave, e a Venezuela, que tem duas vitórias e duas derrotas e vem em quarto, lutando para terminar em terceiro ou segundo. O terceiro, com seis pontos e apenas uma derrota para a Argentina, é o Chile. Na Los Andes são jogadas duas duplas foursomes (tacadas alternadas) pela manhã e quatro jogos individuais à tarde, tudo match play.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados