PGA Tour: DJ joga 12 abaixo no final de semana para vencer de virada. Veja vídeo

29/06/2020

Agora, só Tiger tem mais vitórias do que ele entre os jogadores ativos com menos de 50 anos

DJ: ao menos uma vitória por ano desde sua estreia no PGA Tour, em 2008

por | Ricardo Fonseca

Dustin Johnson jogou 12 abaixo no final de semana, a melhor soma de resultados das duas rodadas finais, para vencer de virada e por uma tacada de vantagem o Travelers Championship, encerrado neste domingo, 28 de junho, no TPC River Highlands, em Connecticut, nos EUA. Esse foi o 21º título do DJ, de 36 anos, um feito que o coloca mais uma vez ao lado dos melhores do mundo na história do golfe.

Com esse título, DJ venceu ao menos uma vez no PGA Tour desde que entrou para o circuito de golfe mais bem pago do mundo, em 2008. Sua sequência de 13 temporadas com títulos desde a estreia só é superada por três dos grandes: Tiger Woods, com 14 (1996-2009) e os recordistas Jack Nicklaus (1962-1978) e Arnold Palmer (1955-1971), que têm 17 anos seguidos cada vencendo desde sua estreia no circuito.

Mais recordes – Além disso, ao vencer pela 21ª vez no PGA Tour, DJ ficou apenas atrás de Tiger Woods (82) em número de vitórias entre os jogadores ativos com menos de 50 anos. DJ ganhou ainda três posições no ranking mundial de golfe (OWGR) desta segunda-feira, onde passou a ser o terceiro do mundo e melhor americano, atrás apenas do norte-irlandês Rory McIlroy, o líder, e do espanhol Jon Rahm.

DJ foi número 1 do mundo pela primeira vez em fevereiro de 2017, ficando 64 semanas no posto, a quinta maior sequência da história. DJ voltaria a ser número 1 do mundo mais quatro vezes, as últimas em dois períodos de 2019 e agora totaliza 91 semanas na liderança do ranking mundial, perdendo apenas para dois jogadores em atividade: Tiger Woods          (683 semanas) e Rory McIlroy (104). Greg Norman (331) e Nick Faldo (97) são o Segundo e quarto da lista de mais tempo como número 1.

Virada – Depois de jogar 61 tacadas, nove abaixo no sábado, para começar a volta final perdendo por duas para Brendon Todd, que fez o outro 61 da véspera (ambos com novo birdies, sem bogeys), as condições do tempo da volta final não permitiram resultados tão baixos. Todd, que tem três vitórias no PGA Tour, duas delas na atual temporada, iniciada em outubro de 2019, copiou o cartão nos 11 primeiros buracos, mas um triplo bogey-7 no 12, onde fez uma lambança e só entrou no green com a sexta tacada, seguido de bogey no 14 e no 18 lhe deu um cartão de 75 tacadas, segundo pior resultado do dia, derrubando-o para o 11º lugar.

DJ também errou – fez seus três únicos bogeys do final de semana – mas também fez seis birdies. E quando os raios interromperam o jogo por uma hora, ele viu Kevin Streelman terminar como líder na sede, com 18 abaixo. DJ quase pôs tudo a perder no buraco 15, um par 4 curto, onde bateu o drive para a esquerda e sua bola quase foi no lago. Descalço e com as calças no joelho DJ jogou de dentro do lago, errou o green, mas ainda salvou o par. Ele também fez par no 17 e no 18, ambos onde errou o birdie por pouco, para vencer com 261 (69-64-61-67) tacadas, 19 abaixo do par.

Kevin Streelman foi o vice com 262 (66-66-63-67), 18 abaixo, seguido por dois jogadores com 263 (-17): o canadense Mackenzie Hughes, que jogou 60 na estreia, flertando com um 59 (60-68-68-67), e William Gordon (66-62-71-64), vindo da NCAA, que jogou como convidado e com esse resultado ganhou status temporário no PGA Tour (pode jogar por convite, sem limite de vezes).

Latino-americanos – Graças a um birdie no 18, o mexicano Abraham Ancer foi Top 15 pelo terceiro torneio seguido, desde o recomeço do PGA Tour na Era da Convid-19, e o melhor latino-americano, subindo para 21º do OWGR. Ancer empatou em 11º com 167 (67-65-66-69) tacadas, 13 abaixo, dividindo a posição com oito jogadores, entre eles Rory McIlroy (63-68-69-67), que fez duplo bogey no 17, com bola na água.

Ainda entre os latino-americanos, o venezuelano Jhonattan Vegas terminou no 24º lugar, com 269 (-11), seguido pelo argentino Emiliano Grillo, em 60º, com 276 (-4) e pelo chileno Joaquín Niemann, em 63º com 277 ( -3).

Assista ao resumo da volta final (3m10)

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    PGA Tour: Entenda tudo o que está em jogo para Tiger esta semana, no Memorial


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados