PGA Tour: Koepka supera lesão, volta a vencer após 18 meses e retorna ao time da Ryder Cup

08/02/2021

Campeão fez dois eagles, um deles no 17, de par 4, para virar o jogo e ganhar por uma. Assista!

Koepka ressurge após 18 meses de lesões. Foto: Christian Petersen/Getty Images

Depois de 18 meses sofrendo com uma problemas no joelho esquerdo e no quadril, Brooks Koepka fez as pazes com a vitória ao conquistar, de virada e de forma espetacular, o título do Waste Management Phoenix Open, encerrado neste domingo, 7 de fevereiro, no TPC Scottsdale, no Arizona. Esse primeiro título desde o FedEx St Jude Invitational, em julho de 2019, levou Koepka de volta ao 12º lugar do ranking mundial de golfe, exatamente um ano depois de ele perder o posto de número 1, levando-o de volta à equipe americana da Ryder Cup.

Ainda mais porque Steve Stricker, de 53 anos, capitão do time dos EUA, que tentava ser o mais velho vencedor no PGA Tour, jogou ao lado de Koepka na volta final e o viu se recuperar de um déficit de cinco tacadas, numa volta em que fez dois eagles, o último deles de 32 jardas, no buraco 17, de par 4, para se isolar em primeiro e vencer por uma. Koepka somou 265 (68-66-66-65) tacadas, 19 abaixo do par, e uma à frente de Xander Schauffele (66-64-65-71) e do coreano Kyounghoon Lee (66-66-66-68).

Ryder Cup – Stricker, com 17 abaixo, empatou em quarto com Jordan Spieth (67-67-61-72) e com o mexicano Carlos Ortiz (67-67-69-64), que fez a melhor volta de domingo e permanece como o latino-americano mais bem colocado do ranking mundial (27º), logo à frente do chileno Joaquin Niemann (28º). Como capitão da Ryder Cup, Stricker tem que convocar os seis primeiros do ranking de classificação, onde Koepka voltou esta semana, pulando de sétimo para terceiro lugar, e terá mais seis escolhas. De um jeito ou de outro, com saúde, Koepka está dentro. A competição bienal entre EUA e Europa, adiada de 2020, será de 21 a 26 de setembro deste ano, em Whistling Straits, nos EUA.

Koepka, ganhador de quatro majors, que vinha de três cortes consecutivos, havia começado a volta final cinco tacadas Jordan Spieth, que vinha de um 61 no sábado, e de Xander Schauffele, antes da virada que lhe deu o segundo título no TPC Scottsdale, onde venceu também em 2015. Schauffele fez birdie no 18 para empatar em segundo, repetindo o vice-campeonato da semana passada em Torrey Pines.

Top 10s – O espanhol Jon Rahm, número 2 do mundo; Justin Thomas, 3º do ranking, e o norte-irlandês Rory McIlroy, o 6º, empataram em 13º lugar, com 13 abaixo. Rahm, que fez carreira amadora na Arizona State jogou 68. Thomas que vinha de um 64 piorou para 72; e McIlroy igualou a melhor volta do dia de Ortiz com um 64.

 

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Vitória de Matsuyama no Masters foi a melhor coisa que poderia acontecer ao golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados