PGA Tour LA: recorde de birdies recoloca Becker na disputa pelo título, no Open da Argentina

16/11/2019

Ele é agora o brasileiro mais bem colocado, seguido por Rocha. Rodrigo não passou o corte

Rafa Becker com camisa da Marinha e novo estilo D’Artagnan: de volta à disputa por uma vaga no KFT. Foto: Enrique Barardi/PGA Tour

por | Ricardo Fonseca

Com uma sequência de sete birdies que o levou a jogar oito abaixo em dez buracos, Rafa Becker não só se recuperou de uma má estreia, como ainda se recolocou na disputa pelo título do 114º Visa Open de Argentina, apresentado por Macro, do PGA Tour Latinoamérica, que teve sua segunda rodada disputada nesta sexta-feira, 15 de novembro, no Jockey Club de Buenos Aires. Becker é agora o brasileiro mais bem colocado, seguido por Alexandre Rocha. Rodrigo Lee não passou o corte.

Becker foi apenas o sétimo jogador em toda a história do PGA Tour LA a fazer sete birdies seguidos, o que ele conseguiu do buraco 15 ao 3 (começou pelo tee do 10). O brasileiro ainda fez outro birdie no 6, mas como havia começado com duplo bogey o 12 e bogey no 14, e devolveu outra tacada no 8, jogou apenas quatro abaixo no dia, o suficiente para colocá-lo em 13º lugar, com 137 (71-66), com três abaixo no total. Becker está agora a apenas duas tacadas de quatro jogadores empatados em quarto, com cinco abaixo, zona de pontuação para o ranking mundial de golfe (OWGR).

Brasileiros – Já Alexandre Rocha seguiu caminho inverso. Depois de estrear em quarto lugar, fez dois duplos bogeys na rodada desta sexta-feira para jogar duas acima no dia e cair para o 22º lugar, com 138 (66-72) tacadas, duas abaixo, mas ainda com chances de juntamente com Becker lugar pelo título no final de semana. Rodrigo Lee, o terceiro brasileiro em campo, jogou 143 (72-71), três acima do par, e perdeu o corte por uma. Com esse corte, Rodrigo está praticamente fora da disputa pelos cinco cartões para o Korn Ferry Tour (KFT) de 2020 que o PGA Tour LA dará após o último torneio no ano, o Shell Championship, em dezembro, no Doral.

Felizmente Rodrigo está na seletiva final para o KFT, onde haverá 40 cartões em disputa, e, fora disso, alguma chance de jogar alguns torneios em 2020, dependendo da classificação final da Q-School. Apesar de todos da final terem algum status garantindo na KFT, na prática só os que terminarem na metade superior do torneio terão alguma chance em 2020. Já para Rocha e Becker, que foram eliminados na segunda fase de seletivas, a único forma de chegar ao KTF de 2020 será com resultados muito bons na Argentina e no Doral, que os coloquem entre os Top 5 da temporada.

Liderança – O novo líder do Open de Argentina é o americano Jared Wolfe, que fez nove birdies nesta sexta-feira, para jogar sete abaixo e assumir o primeiro lugar, com 128 (65-63) tacadas, 12 abaixo. Os americanos vêm ainda nas três colocações seguintes, com Jonathan Garrick somando 133 (65-68), sete abaixo; Michael Feuerstein, com 134 (67-67), seis abaixo; e Matt Hutchins, com 135 (69-66), cinco abaixo, empatado com o finlandês Toni Hakula, o canadense Taylor Pendrith e o colombiano Ricardo Celia, o melhor latino-americano da tabela, seguido pelos argentinos Augusto Núñez e Clodomiro Carranza, que dividem o oitavo lugar com mais três jogadores.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados