Profissionais: Felipe Navarro joga cinco abaixo, sem bogeys, para vencer último torneio de 2018

14/12/2018

Título de virada e segunda melhor volta do torneio animam paulista a voltar ao PGA Tour LA

O profissional paulista Felipe Navarro, que jogava em casa, fez a segunda melhor volta de todo o torneio para vencer de virada o último torneio profissional do Brasil em 2018, a etapa do CBG Pro Tour disputada de terça a quinta-feira, 11 a 13 de dezembro, no São Paulo Golf Club, na zona sul de São Paulo (SP). A competição que confirmou Navarro como o número 1 do Brasil em 2018, teve patrocínios da Gocil, Fensa Coca-Cola, Kalunga, Klabin e Shopping SP Market.

Navarro começou a volta final com duas tacadas abaixo do par, empatado em quarto lugar, mas apenas uma atrás dos três líderes da véspera: o amador Pedro Nagayama, e os profissionais Robison Gomes, do Brasil, e Francisco Ojeda, da Argentina. Navarro jogou duas abaixo de ida e ia assim, longe do título, até perto do final, quando um temporal obrigou o jogo a ser interrompido por mais de uma hora. No retorno, Navarro fechou o dia com três birdies consecutivos, para jogar cinco abaixo, sem um bogey sequer, e ser campeão com 206 (69-71-66), sete abaixo no total.

PGA Tour LA – Esse resultado foi duplamente importante para Navarro, que terminou o ano como número 1 do ranking brasileiro e ainda ganhou motivação extra para tentar voltar ao PGA Tour Latinoamérica, o circuito de acesso ao Web.com Tour, onde havia jogado em 2014, sem grande sucesso. Navarro vai jogar a seletiva de janeiro que será sediada pela primeira vez no Brasil, no Campo Olímpico do Rio de Janeiro, de 29 de janeiro a 1º de fevereiro. Haverá outra três seletivas de 8 a 11 de janeiro, na Flórida; de 22 a 35 de janeiro, no México, ambas em fila de espera, e na mesmas datas do Brasil, na Argentina, ambas ainda com vagas.

Essas seletivas marcarão ainda a entrada para o profissionalismo de dois dos melhores amadores do Brasil na atualidade: o paulista Pedro Nagayama, número 1 de São Paulo, que era um dos líderes da véspera, e o gaúcho Herik Machado, ex-número 1 do Brasil, ambos Top 10 do torneio no São Paulo. Nagayama deve virar profissional assim que conseguir a vaga, enquanto Herik irá jogar antes o Latin American Amateur Championship (LAAC), de 17 a 20 de janeiro, no Teeth of the Dog, da Casa de Campo, na República Dominicana, e só não vira profissional se vencer, o que lhe daria vaga para o Masters, em abril. Também jogam Andrey Xavier, Daniel Kenji Ishii, Fred Biondi e Tiago Lobo.

Destaques – Robison Gomes, um dos líderes da véspera, jogou três abaixo de ida e quando precisa de birdie no 18 para levar o jogo para o desempate, fez bogey e terminou em segundo, com 208 (69-70-69). Mesmo assim foi o único, além de Navarro, a jogar os três dias abaixo do par. O campeão Navarro só não foi melhor do que Guilherme Oda, de São Carlos, que fez seis birdies em mais uma volta bogey-free, para jogar 65, seis abaixo do par e melhor volta da semana, e terminar em terceiro, com 210 (70-75-65), empatado em terceiro lugar com o paranaense Odair de Lima (70-72-68).

Rodrigo Lee, um dos três brasileiros membros do PGA Tour LA, ficou em quinto, com 211 (72-69-70), depois de ter fechado o dia com dois bogeys nos três buracos finais. Ojeda, outro líder da véspera, que jogou quatro acima nos cinco primeiros buracos, caiu para sexto lugar, com 212 (69-70-73) Gustavo Teodoro, de Ribeirão Preto, que jogou no PGA Tour LA em 2018, ficou em sétimo com 214 (71-72-71), empatado com Herik Machado (74-68-72). Nagayama caiu da liderança para o nono lugar, com 216 (71-68-76), vítima de dois duplos bogeys seguidos, na virada. Erik Anderson, head-pro do São Paulo, completou os Top 10 com 216 (74-70-72).

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados