Profissionais: Rodrigo Lee não passa o corte em Nassau. Panamá é o novo desafio

21/01/2020

Único brasileiro no circuito de acesso ao PGA Tour não jogou bem nos buracos finais

por: Ricardo Fonseca

O profissional Rodrigo Lee, único brasileiro Korn Ferry Tour (KFT), o circuito de acesso ao PGA Tour, não passou o corte em seu segundo torneio da temporada, o The Bahamas Great Abaco Classic at Baha Mar, que começou a ser jogado no domingo e termina nesta quarta-feira, 22 de janeiro, no Royal Blue Golf Club, em Nassau. Rodrigo jogou parciais de 72 e 75, três acima. Passaram o corte 73 jogadores com dois abaixo ou melhor. Rodrigo ficou fora por cinco, mas teve mais chances do que os números parecem indicar.

O brasileiro, classificado para o KFT através do Qualifying do circuito, considerado a seletiva mais difícil do golfe mundial, teve uma boa estreia domingo, no par do campo. Rodrigo fez três birdies na estreia e vinha com duas abaixo até fazer bogeys nos dois buracos finais (8 e 9). Na manhã desta segunda-feira, segundo dia de jogo, Rodrigo estava na linha de corte, mas ao entrar para o campo, num dos grupos finais da tarde, já havia perdido várias posições e sabia que iria precisar jogar abaixo do par para ter chances de chegar às rodadas finais.

Putts – Rodrigo abriu o segundo dia jogando bem, mas os birdies não vinham. Foram sete pares consecutivos, antes de um bogey no 8, onde sua bola enterrou na lateral da banca pelo segundo dia seguido, complicar sua situação. Não havia outra solução se não atacar mais. O brasileiro se recuperou de novo bogey no 10, com um birdie-4 no 11, mas acabou fazendo mais três bogeys, antes de fazer birdie no 18 e lamentar mais um corte perdido. No torneio de estreia, também nas Bahamas, na semana anterior, Rodrigo também ficou fora por três.

“Eu bati bem nas bola, mas não fui bem nos putts”, conta Rodrigo, que apesar de ter feito apenas um green de três putts, deu 32 putts no primeiro dia e 33 no segundo, bem acima da média. “Nesta segunda acertei 14 greens, tive muitas chances de birdie, mas errei muitas de perto, inclusive uma para eagle”. Rodrigo vai agora passar uns dias em Miami, na casa de um amigo, e treinar para seus próximos torneios.

Dificuldade – Estrear no KFT não é fácil para ninguém. Grande parte dos adversários já jogou e até venceu no PGA Tour, como é o caso de Tommy Gainey, o “Two Gloves”, campeão do primeiro torneio do ano, entre outros, como Sean O’Hair, Robert Garrigus e Camilo Villegas, que também não passou o corte. Ou ainda Erik Compton, o jogador que está em seu terceiro coração (passou por dois transplantes) e foi vice-campeão do US Open de 2014.

Rodrigo mantém a moral elevada pois sabe que sua hora chegará. Basta lembrar que Andrew Landry, que venceu o American Express, do PGA Tour, domingo, não havia passado o corte em seus cinco últimos torneios. “É preciso ter paciência e acreditar”, diz o brasileiro, que terá seu próximo compromisso no Panama Championship, de quinta a domingo da próxima semana, dia 30 a 2 de fevereiro, e depois joga no Country Club de Bogota Championship, na Colômbia, de 6 a 9 de fevereiro.

Patrocínio – Rodrigo ainda não tem patrocinador, o que faz grande diferença pois o custo para jogar num circuito deste é alto, e joga no KFT apenas com apoios da Marinha do Brasil (é Terceiro Sargento e defende o Brasil nos jogos Militares); do seu clube, o Guarapiranga, e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), graças à verba repassada à CBG pela Lei Agnelo Piva, que destina ao Esporte os 2% da arrecadação bruta de todas as loterias federais do país.

Enquanto um patrocínio não chega, o empresário Felipe Almeida, organizador do Brasil Kids Golf Tour criou, por inciativa própria, um crowdfunding, uma espécie de “vaquinha” coletiva, para ajudar Rodrigo a jogar nos primeiros 15 torneios do ano. Para participar visite a página do crowdfunding Rodrigo Lee. São 60 cotas de US$ 450 cada, das quais 11 já foram compradas. As cotas podem ser pagas em até 12 vezes. Além de ajudar Rodrigo Lee você estará ajudando o golfe brasileiro e motivando crianças e adolescentes a seguir os seus passos e no golfe.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados