Ranking Mundial: Latino-americanos ganham posições e já são 16 entre os Top 500

23/06/2020

Brasileiro Adilson da Silva é o 10º melhor sul-americano e da corrida para Tóquio 2021

Adilson da Silva: brasileiro aguarda retorno dos tours asiático e sul-africano. Foto: Asian Tour

por | Ricardo Fonseca

Graças ao vice-campeonato do RBC Heritage, do PGA Tour, no último domingo, o mexicano Abraham Ancer, de 29 anos, entrou pela primeira vez para os Top 25 do ranking mundial de golfe (OWGR) e disparou como o latino-americano mais bem colocado do golfe profissional mundial. Ancer, campeão do Aberto da Austrália de 2018, título que o projetou logo no seu ano de estreia no PGA Tour, saltou da 30ª para a 24ª colocação esta semana, superando o 27º lugar que havia alcançado em fevereiro.

O chileno Joaquín Niemann, por sua vez, quinto colocado no RBC Heritage, subiu do 78º para o 62º lugar do OWGR, disparado como o melhor sul-americano. Ele volta assim a se aproximar do 50º lugar que atingiu ao vencer no Greenbrier, do PGA Tour, em 2019. O colombiano Juan Sebastián Muñoz (28º no RBC Heritage) subiu três posições, para a 93ª colocação do OWGR, e se estabeleceu como o número três na América Latina.

Destaques – Além desses latino-americanos Top 100 do OWGR, há outros três entre os Top 200: o mexicano Carlos Ortiz (127º), o argentino Emiliano Grillo (137º) e o venezuelano Jhonattan Vegas, que subiu da 165ª para a 146ª posição depois de terminar em 17º no RBC Heritage. O brasileiro Adilson da Silva (350º), que não joga há três meses devido à interrupção dos circuitos asiático e africano, onde atua há décadas, é o 13º entre os latino-americanos e décimo melhor sul-americano.
Há apenas seis latino-americanos – dois mexicanos e quatro sul-americanos entre os 60 que estariam classificados hoje para os Jogos de Tóquio 2021. O último é Vegas, em 53º lugar da corrida olímpica. Mas o Filipino Miguel Tabuena, 251º do OWGR e último da lista de 60, tem como reservas imediatos seis sul-americanos e um português, o último deles Adilson, que ainda sonha com sua segunda Olimpíada.

Top 10 – Já nos Top 10 do ranking mundial, não houve mudanças, com Rory McIlroy, apesar de sua fraca semana no RBC, sendo o número 1 do mundo pela 103ª semana. O norte-irlandês tem uma vantagem de 0,94 pontos sobre o espanhol Jon Rahm, o segundo do OWGR. O americano Webb Simpson campeão da RBC Heritage, subiu quatro lugares para ser o quinto do OWGR, empurrando os Dustin Johnson, Patrick Reed e Patrick Cantlay para baixo.

Abaixo, lado a lado, os Top 10 sul-americanos e os Top 10 mexicanos. Mais baixo, os Top 10 do mundo

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Ranking Mundial: Latino-americanos ganham posições e já são 16 entre os Top 500


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados