Rocha sacrifica Q-School nos EUA para jogar na Espanha, mas não consegue vaga para seletiva final

07/11/2018

Brasileiro fica a duas tacadas da classificação para chegar à última seletiva do Tour Europeu

por: Ricardo Fonseca – foto: Thais Pastor/arquivo F@ Comunicação

Um duplo bogey-7 no primeiro buraco da quarta e última rodada, nesta terça-feira, 6 de novembro, custou ao brasileiro Alexandre Rocha a classificação para a seletiva final do Tour Europeu. Rocha perdeu a vaga por duas tacadas e, devido à coincidência de datas, teve que abdicar da segunda fase de seletivas do Web.com Tour que jogaria também a partir desta terça-feira, 6, nos EUA. Se estivesse jogando mal mas três primeiras rodadas, Rocha teria abandonado a seletiva na Europa e viajado para jogar nos EUA no dia seguinte, mas não foi o caso.

Para Rocha, essa foi uma dupla derrota que o deixa apenas com a opção de jogar no PGA Tour Latinoamérica na próxima temporada, onde será mais difícil perseguir seu objetivo: angariar pontos para o ranking mundial de golfe que o classifiquem para os jogos de Tóquio 2020. Rocha já tem o cartão do PGA Tour LA garantido para 2019, mas o circuito dá apenas seis pontos ao campeão de cada torneio, contra 18 ou mais na Europa ou EUA, o que obrigará Rocha a vencer pelo menos dois campeonatos latinos para avançar à zona de classificação para Tóquio.

Tropeço – Depois de se classificar em terceiro lugar na primeira fase, Rocha jogou a segunda fase das seletivas para o Tour Europeu, de 2 a 5 de novembro, no Desert Springs GC de Almería, Espanha, onde havia 25 vagas em disputa para 74 jogadores. Rocha vinha dentro da linha de classificação desde o primeiro dia e chegou à volta final em 22º lugar com sete abaixo do par (69-70-70). Resultado que poderia estar ainda melhor se ele não tivesse estragado um dia sem bogeys na terceira rodada, com um duplo bogey-7 nos buracos finais.

Pois foi justamente outro duplo bogey em par 5, este no primeiro buraco do dia – seu segundo num intervalo de sete buracos -, que custou a Rocha sua chance de continuar em busca do cartão do Tour Europeu para 2019. O brasileiro ainda reagiu com dois birdies, para jogar o par do campo de ida, mas bogeys nos buracos 11 e 14, seguidos de um birdie no 16, lhe deram uma volta de 73 tacadas (+1) e um total de 282 tacadas, seis abaixo.

Vagas – Classificaram-se 24 jogadores, sendo que oito deles jogaram um play-off pelas últimas seis vagas, depois que todos empataram em 19º, com oito abaixo. Rocha ficou em 31º, com seis abaixo, ou seja, se jogasse uma abaixo na volta final em vez de uma acima, poderia estar nesse grupo que avançou para o Qualifying final que será jogado no Lumine Golf Club, na Espanha, em seis rodada, a partir deste sábado, reunindo 61 jogadores pré-qualificados e os 95 que passaram pelas quatro seletivas da segunda fase.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados