Rory McIlroy, nº 3 do mundo, também saiu vencedor do torneio de Abu Dhabi

25/01/2016

Forte estreia em 2016 mostra que completar o Grand Slam, no Masters, é mais que uma possibilidade

 

McIlroy: mostrando estar mais do que preparado e disposto a completar o Grand Slam na carreira no Masters de 2016

por: Ricardo Fonseca

Rickie Fowler venceu de forma espetacular, embocando de fora no 17, para conquistar seu quarto título em oito meses, mas o terceiro lugar de Rory McIlroy no Abu Dhabi Championship provou que o número 3 do mundo está em excelente forma para conquistar o que ele deixou escapar em 2015: vencer o Masters e completar o Grand Slam na carreira.

McIlroy, que há sete anos usa o torneio de Abu Dhabi para abrir sua temporada, conquistou seu terceiro Top 6 nos últimos quatro torneios, incluindo seu segundo título do DP World Tour Championship, o evento de encerramento do ano, para vencer a Corrida para Dubai, os Playoffs do Tour Europeu, pela terceira vez em quatro anos. Uma excelente recuperação para o até então número 1 do mundo, que lesionou o ligamento cruzado anterior antes de jogar o British Open de 2015, sendo obrigado a parar por seis semanas, o que o fez perder, além do Open e da liderança do ranking mundial de golfe, o WGC-Bridgestone Invitational, só voltando a competir no PGA Championship, onde passou o corte, mas terminou em 17º.

Grand Slam – Depois de vencer o US Open de 2011, o PGA Championship de 2012, e o British Open (e novamente o PGA Championship) de 2014, era grande a expectativa pela atuação de McIlroy no Masters de 2015. Se vencesse, além de completar o Grand Slam na carreira, ele completaria o terceiro major seguido ficando a um passo de “Rory Slam”, que repetiria o feito de Tiger Woods quando ele venceu os quatro majors seguidos, mas não no mesmo ano, entre 2000 e 2001. Ele só não contava com Jordan Spieth, que venceu em Augusta de ponta a ponta com o recorde de 18 abaixo, enquanto McIlroy terminava em quarto, com 12 abaixo.

Desta vez, McIlroy pretende chegar ao Masters mais preparado do que nunca, como comprova sua atuação em Abu Dhabi, aonde chegou a dormir líder no sábado. Para isso, além de apostar na boa pré-temporada que teve, também adicionou mais torneios em seu calendário pré-Masters, só não sabe ainda quais. Certo mesmo só o WGC Dell Match Play, que este ano será no final de março, e não depois do Masters, como em 2015.

Masters – “Eu sinto que meu jogo está em grande forma e ainda melhorando”, diz McIlroy, que só se disse um pouco decepcionado pro não ter vencido o primeiro torneio que jogou no ano. “São pequenos ajustes que tenho que fazer para melhorar gradualmente e me colocar em condições de vencer o Masters pela primeira vez”.

Aos 26 anos – complete 27 em maio – McIlroy já venceu 19 torneios na carreira, sendo 111 do PGA Tour e quatro majors. Além disso, foi número 1 do mundo já foi número 1 do mundo por 95 semanas em sete períodos diferentes entre 4 de março de 2012 e 13 de setembro de 2015. Desde então, também estiveram em primeiro no ranking Tiger Woods, Adam Scott, Jordan Spieth (atual) e Jason Day.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados