St. Jude Invitational: Rahm estreia como nº 1 do mundo, mas McIlroy pode retomar posto

29/07/2020

Torneio da série mundial reúne 44 dos Top 50 do mundo. Saiba como assistir ao vivo!

por | Ricardo Fonseca

Sem Tiger Woods, que anunciou seu retorno para a semana que vem, a maior atração do World Golf Championships – FedEx St. Jude Invitational, de quinta-feira a domingo desta semana, no TPC Southwind, em Memphis, Tennessee, será o novo duelo pela liderança do ranking mundial de golfe (OWGR), entre Jon Rahm, que faz seu torneio de estreia como número 1 do mundo, e Rory McIlroy, agora número 2. Para voltar a ser o primeiro da lista, Rory só precisa vencer, caso em que nada do que Rahm fizer poderá impedir isso.

São tantos os cenários diferentes e tantas contas sobre a liderança do ranking mundial num torneio que distribui tantos pontos como esse da série mundial – 76 para o campeão – que até Justin Thomas, terceiro do ranking, pode terminar a semana como nº 1 do mundo se vencer, Rahm terminar pior do que sozinho em 14º lugar e Rory não ficar até terceiro, empatado com no máximo mais dois jogadores.

Mas o cenário mais curioso – e inédito – é que Rahm e McIlroy podem terminar a semana empatados como nº 1 do mundo, algo nunca visto. Isso mesmo, podemos começar agosto com dois nº 1 do mundo! Para isso acontecer McIlroy precisa empatar em terceiro com mais dois jogadores, Rahm ficar pior do que sozinho em 59º e Thomas não vencer. Improvável por causa do resultado exato que McIlroy precisa tem, mas longe de ser impossível.

Retrospecto – Rory McIlroy não consegue um Top 10 desde que o PGA Tour recomeçou, após o recesso da Covid-19. Essa é a primeira vez que ele fica fora dos Top 10 por quatro torneios seguidos desde o começo de 2018. Mas, naquela ocasião, venceu seu torneio seguinte, o Arnold Palmer Invitational.

Rahm, por sua vez, tornou-se o 12º entre os 24 jogadores que assumiram a liderança do ranking mundial pela primeira vez, a fazer isso com uma vitória (Memorial). Desses 12, apenas quatro (Greg Norman, David Duval, Vijay Singh e Dustin Johnson) venceram também em seu primeiro torneio como número 1 do mundo. Independente de vitória, se Rahm permanecer como nº 1 do mundo até o PGA Championship na semana que vem poderá ser o primeiro, desde Fred Couples no Masters de1992 a vencer seu primeiro major sendo o nº 1 do mundo.

Melhores em campo – Curiosidades à parte, o St. Jude, que foi um torneio regular do PGA Tour de 1958 a 2018, estreando no ano passado como Invitational dos WGC, substituindo o Bridgestone jogado no Firestone, vaia reunir um formidável grupo de estrelas. Jogam nove dos Top 10 (Adam Scott, o 9º, continua recluso na Austrália); 17 dos Top 20 (Tiger, 15º e o inglês Justin Rose, 17ª, estão ausentes); e 44 dos Top 50 do mundo. No auge da carreira, de 1999 a 2103, Tiger venceu 43% dos WGCs (18 de 42), somando 262 abaixo do par nos três jogados como stroke play. Fará falta.

Brooks Koepka, sexto do mundo, defende o título ganho em 2019, mas seu desempenho desde o recomeço está muito abaixo da média. Em cinco torneios, teve apenas um Top 10 (7º no Heritage) e não passou o corte em outros dois, incluindo o 3M Open, na semana passada. Koepka também defenderá o título do PGA Championship na próxima semana. Thomas, por sua vez, teve três Top 10 em cinco torneios, incluindo o vice do Workday. Já Webb Simpson intercalou dois cortes com o título do Heritage. DJ também vem de uma vitória (Travelers), mas depois ficou no corte do Memorial e abandonou do 3M. Michael Thompson, campeão do 3M, domingo, ganhou vaga no lugar de Lee Westwood, que desistiu de jogar.

Com par 70 e 7.277 jardas, o TPC Southwind tem tees e raias de grama Meyer zyosia, rough de bermuda 419 e greens de Champion Bermuda. Desde o ano passado o campo ganhou 40 jardas, sendo 15 jardas no 7 e 25 jardas no 3, ambos com novos tees e mudanças no desenho das raias. O campo também ganhou novas bancas -são 75 agora –, sendo que todas as demais foram reformadas ou redesenhadas. A água será outro fator, entrando em jogo em 11 buracos.

Como assistir – A ESPN 2 vai transmitir o WWC Invitational ao vivo, sendo quinta e sexta das 15 horas às 20 horas; sábado das 15h30 às 19 horas; e domingo, das 14 horas às 20 horas. Mas para quem assina o PGA Tour Live (Golf.TV) a diversão começa mais cedo, a partir das 12 horas, todos os dias, com os Grupos em Destaque.

Nos dois primeiros dias os Grupos em Destaque terão Jon Rahm de 25 anos, estreando como nº 1 do mundo ao lado de Bryson DeChambeau e Rickie Fowler; Rory McIlroy, Jordan Spieth e Webb Simpson; Brooks Koepka, Patrick Reed e Viktor Hovland; e Justin Thomas, Collin Morikawa e Hideki Matsuyama. Sábado e domingo os Grupos em Destaque mudam e também são mostrados os Buracos em Destaque.

Extras no Golf.TV – Nesta quarta-feira, das 16 horas às 18 horas, o Golf.TV mostra o FedEx Cares Charity Challenge, exibição de nove buracos onde Brandt Snedeker e Billy Horschel enfrentam Henrik Stenson e Viktor Hovland por uma doação de US$100 mil para o St. Jude Children’s Research Hospital.

O Golf.TV também mostra ao vivo o torneio do Tour Europeu desta semana, o Hero Open, das 8 horas às 14 horas. À noite, a partir das 20 horas, o Golf.TV exibe, gravadas, as rodadas do Barracuda Championship, torneio do PGA Tour paralelo ao WGC, com US$ 3,5 milhões em prêmios, no Old Greenwood do Tahoe Mt. Club, em Truckee, Califórnia.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    PGA Tour: Entenda tudo o que está em jogo para Tiger esta semana, no Memorial


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados