Sul-Americano Pré-Juvenil: Brasil termina em 5º no masculino e 10º no feminino, em Lima

09/09/2018

Argentina venceu os dois torneios. Equador, Peru, Colômbia e Paraguai completaram os pódios

Argentina leva os títulos masculino e feminino de ponta a ponta

O Brasil não conseguiu se destacar no Campeonato Sul-Americano Pré-Juvenil de Golfe, disputado de quarta a sábado, 5 a 8 de setembro, no campo de Los Inkas Golf Club, em Lima, no Perú, por golfistas de até 15 anos de dez países. No masculino, o Brasil qanhou um posto em relação à edição anterior e terminou em quinto lugar, enquanto no feminino o país perdeu dois postos, caindo de oitavo, em 2017, em Quito, para décimo.

No masculino, Guilherme Grinberg não começou bem, mas reagiu nas duas voltas finais para ainda terminar em nono lugar, com 307 (83-77-73-74) tacadas, 19 acima do par. Stefano Thrane fez a melhor volta brasileira do torneio no segundo dia, mas terminou e 16º, com 314 (80-72-81-81) tacadas, 26 acima. Rafael Benadiba veio logo atrás, em 20º, com 319 (78-78-82-79), 29 acima. Thrane pontuou nos três primeiros dias, Gui nos três últimos, e Benadiba no primeiro e no último. O Brasil somou 326 tacadas, 38 acima.

No feminino, Meilin Hoshino ficou em 17º lugar no individual, com 322 (78-76-82-86) tacadas, 34 acima. Maria Emília Pereira veio logo atrás, em 19º, com 327 (83-82-84-78), 39 acima. Maria Julia Ribeiro ficou em 30º, com 370 (93-95-88-94). Meilin Hoshino e Maria Emília pontuaram nos quatro dias. O Brasil somou 361 tacadas, 73 acima.

Domínio argenino – A Argentina foi campeã de ponta a ponta, levando a medalha de ouro nos dois torneios, com 14 acima no masculino e 20 acima no feminino. Equador (+18), no masculino, e Peru (+29), no feminino, foram os vice-campeões. Colômbia (+24) e Paraguai (+34) ficaram em terceiro, respectivamente.

O argentino Exequiel Rodríguez Barri foi o campeão individual do torneio, com 289 (69-71-75-74) tacadas, uma acima do par. Três jogadores dividiram a segunda colocação, com 297 (+9): os equatorianos Juan Diaz (75-73-78-71) e Renato Naula (77-76-72-72) e o peruano Eduardo Galdos (77-72-77-71). Só houve quatro voltas abaixo do par (72) em toda a semana.

No feminino, a paraguaia Giovanna Fernandez foi a bicampeã individual ao somar 283 (71-71-71-70) tacadas, cinco abaixo no total. A peruana Luisamariana Mesones, que fez a melhor volta do torneio no segundo dia, ficou em segundo, com 288 (79-66-73-70), o par do campo, seguida pela argentina Victoria Passerini, terceira com 300 (78-71-73-78), 12 acima.

Duplas Mistas – A partir deste ano começou a ser jogada ainda uma competição paralela de Duplas Mistas, vencida por pelos peruanos Galdos e Mesones. A argentina ficou com a prata e o bronze com os time Rodríguez Barri/ Catalina Rendo e Santiago, Pelo Brasil, Gui e Meilin ficaram em 13º; Maria Emília e Benadiba, em 20º; e Thrane e Maria Júlia, em 30º.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados