Tour Europeu: profissionais poderão treinar e jogar Pro-Ams de bermudas

20/01/2016

Novidade começou a valer esta semana em Abu Dhabi, mas calças continuam exigidas nos dias de jogos

 

Lee Westwood e Ian Poulter usam bermudas durante treino da EurAsia Cup. Foto: Mark Dadswell/Asian Tour

por: Ricardo Fonseca

O Tour Europeu mais uma vez saiu na frente de seus principais concorrentes e passará a permitir que os profissionais que disputam seus torneios usem bermudas nos dias de treino e nos Pro-Ams. Por enquanto, o uso de calças continua obrigatória nos dias de jogos, mas existe forte pressão para que isso mude também. Jordan Spieth, que gostou da novidade em Abu Dhabi, já pediu ao PGA Tour que faça o mesmo no circuito americano.

“Estamos em 2016 e não em 1990. Vamos nos livrar das velhas e sufocantes regras que só levam o golfe para trás. Vamos torná-lo mais divertido para todos”, comemorou Ian Poulter em seus Twitter, após treinar de bermuda pela primeira vez, na semana passa, em Kuala Lumpur, onde defendeu a vitoriosa equipe da Europa contra a Ásia, na EurAsia Cup, jogada nos moldes de Ryder Cup.

Mudanças – Darren Clarke, capitão da equipe europeia, fez um pedido formal para liberar as bermudas naquela semana devido à humidade elevadíssima de Kuala Lumpur. David Garland, diretor de torneio da EurAsia Cup, negou o pedido, mas Clarke recorreu ao Tour Europeu, cujo no executivo-chefe, Keith Pelley, que chegou entre outras coisas para modernizar o esporte e livrá-lo do ranço do anacronismo, liberou as bermudas nos treinos provisoriamente, decidindo levar a questão para o Comitê de Competições da entidade, que, agora, a oficializou para todos os eventos.

O uso de bermudas em torneios profissionais começou com os caddies do LPGA Tour, que eram obrigados a carregar a bolsa usando calças, enquanto as jogadoras iam de bermudas ou saias para o campo. Depois que eles foram autorizados, os caddies do PGA Tour fizeram o mesmo movimento e conseguiram liberar o uso de bermudas em seus eventos profissionais. Os profissionais do PGA Tour, no entanto, continuaram obrigados a usar calças sempre.

Ridículo – Com o golfe voltando a ser esporte olímpico – ainda mais no calor do Rio de Janeiro que mesmo em agosto pode ter médias acima de 25º C e máximas de 39º C – ficará mais evidente o ridículo que é exigir o uso de calças dos homens no golfe, enquanto as mulheres, que jogarão na semana seguinte, irão se exibir com as pernas de fora. E algumas, como veremos, com saias bem curtas, que não seriam aceitas pelo dress code da grande maioria dos clubes brasileiros.

Numa sociedade acostumada a conviver com a igualdade de direitos entre os sexos, no golfe profissional, são os homens que estão sendo discriminados. Poulter está coberto de razão ao lembrar que estamos na segunda década do século 21, não no século 19 ou no 20. Como empresário que é – Poulter comanda a IJP Design, que também produz roupas de golfe – ele sabe que a liberação das bermudas para os profissionais abre uma nova gama de negócios, pois esses jogadores são a maior vitrine da moda do golfe mundial.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados