US Open: Brooks Koepka despacha adversários para conquistar seu primeiro major

19/06/2017

Americano igualou recorde do torneio entrou para os Top 10 do ranking e muito mais. Entenda.

Koepka

 

 

Com três birdies seguidos, do buraco 14 ao 16, o americano Brooks Koepka (foto), de 27 anos, despachou os adversários para vencer o US Open por quatro tacadas de vantagem, no campo estilo links Erin Hills do Wisconsin, e conquistar o primeiro major da carreira. Além de igualar o recorde de menor resultado em relação ao par dos US Open, com 16 abaixo, marca com que Rory McIlroy venceu no Congressional, em 2011, Koepka tornou-se o primeiro jogador a ganhar um prêmio acima de US$ 2 milhões – US$ 2.160.000, para ser exato, da bolsa de US$ 12 milhões, a maior da história do golfe.

Koepka, com esse seu segundo título nos EUA – o primeiro foi no Phoenix Open, de 2015 – subiu 12 posições para ser o décimo colocado do ranking mundial de golfe desta semana. Ao contrário de muita gente, Koepka preferiu iniciar a carreia na Europa, em 2012, onde venceu um torneio do Challenge Tour, o circuito de acesso, e mais três em 2013, para passar o Tour Europeu, onde foi campeão do Turkish Airlines Open, de 2014. O americano também venceu o Dunlop Phoenix Tournament, de 2016, to Tour Japonês. No PGA desde 2014, Koepka já tinha quatro Top 10 em majors: 4º no US Open de 2015, 10º no British Open de 2015, e 5º e 4º, respectivamente, no PGA Championship de 2015 e 2016.

Virada – Koepka começou a volta final uma tacada atrás do líder Brian Harman, com quem disputou a ponta, tacada a tacada, até disparar na frente com birdies no 14, 15 e 16, logo depois do adversário fazer dois bogeys seguidos, no 12 e no 13. Koepka venceu com 272 (67-70-68-67) tacadas, 16 abaixo do par, depois de fazer par no 18, par 5 de 680 jardas (!), aonde chegou com a segunda perto do green, mas nervoso, deu um approach curto e dois putts, o que impediu de chegar a 17 abaixo e quebrar o recorde de McIlroy.

O japonês Hideki Matsuyama não começou a semana bem, mas terminou com a melhor volta do domingo para ficar em segundo, com 276 (74-65-71-66), 12 abaixo, o que o levou para o segundo lugar do ranking mundial de golfe, empurrando Rory McIlroy e Jason Day, que não passaram o corte, para terceiro e quarto, respectivamente.  Dustin Johnson, defensor do título, que continua número 1 do mundo, também não passou o corte e é o único americano Top 5 do mundo.

Destaques – Brian Harman fez bogey no 18 para empatar em segundo, com 276 (67-70-67-72). O inglês Tommy Fleetwood, com 277 (67-70-68-72) ficou em quarto, com 11 abaixo, seguido por três jogadores em quinto, com 280 (-8): Bill Haas (72-68-69-69), Rickie Fowler (65-73-68-72) e o estreante Xander Schauffele (66-73-70-69).

Justin Thomas, que jogou 63, nove abaixo, no sábado, para bater o recorde de 18 buracos para o US Open, acabou apenas em nono, com 280 (73-69-63-75), empatado com Brandt Snedeker (70-69-70-71) e o estreante Trey Mullinax (71-72-69-68). Charley Hoffman ficou sozinho em oitavo, com 279 (70-70-68-71), todos os Top 10 têm, vaga garantida no US Open de 2018. Scottie Scheffler, em 27º, com 287 (-1) foi o melhor amador, seguido por Cameron Champ, em 32º, no par do campo.

Recordes – Koepka tornou-se o sétimo jogador em sete majors consecutivos a vencer um torneio do Grand Slam do golfe pela primeira vez. A série mais longa antes desta foi de nove campeões do US Open de 2019 ao US Open de 2102, vencendo um major pela primeira vez. E essa foi a primeira vez desde o período de 1998 a 2000 (Lee Janzen, Payne Stewart e Tiger Woods) que os americanos vencem três vezes seguida no US Open. A série atual tem Jordan Spieth, Dustin Johnson e Koepka.

O vento que só apareceu na volta final provocou a pior média da semana no domingo (1,93 acima do par), mas ainda assim 31 jogadores terminaram com números vermelhos no placar, recorde do US Open. O próximo US Open será no Shinnecock Hills, de 14 a 17 de junho de 2018.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • comandatuba-aerea-divulgacao

    Turismo

    Golf Travel comemora prêmio Top 10 com pacotes a preços incríveis para Comandatuba

  • podio feminino

    Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados