Web.com Tour: Rocha, sétimo em Bogotá, sobe 31 posições no ranking mundial

08/02/2016

Resultado aproxima brasileiro da vaga olímpica; Munoz é o primeiro colombiano a vencer no circuito

 

Alexandre Rocha: mais um bom resultado no circuito mundial de golfe

por: Ricardo Fonseca

O profissional Alexandre Rocha, revelado no São Fernando GC, de Cotia (SP), terminou em sétimo lugar no Club Colômbia Championship, torneio do Web.com Tour encerrado neste domingo no Bogotá Country Club, e voltou a pontuar para o ranking mundial, onde ganhou 31 posições para passar do 605º ao 574º lugar. O título foi conquistado por Sebastian Munoz, que entrou no torneio como convidado para se tornar o primeiro colombiano a vencer na história do circuito de acesso ao PGA Tour.

Rocha, que jogou 30 buracos na sexta-feira, para concluir a rodada de quinta-feira, interrompida pela chuva, mais a do dia, indo dormir em décimo lugar, conseguiu jogar apenas 14 buracos no sábado, antes de o jogo parar novamente. Ele foi dormir em terceiro e manteve a posição no final da rodada, para sair no grupo dos líderes na volta final, ao lado de Munoz e do americano Andrew Putnam. De volta ao campo, Rocha não conseguiu repetir o bom desempenho dos dias anteriores, fazendo apenas um birdie, contra dois bogeys, para somar 276 (68-69-67-72) tacadas, oito abaixo do par, e terminar empatado em sétimo, com mais cinco jogadores.

Rio 2016 – Apesar de não ter conseguido lutar pelo título, Rocha levou o prêmio de US$ 13,72 mil e ganhou 1,44 ponto para o ranking mundial de golfe, onde voltou a pontuar pela primeira vez desde seu título no Aberto do Brasil, do PGA Tour Latinoamérica, em setembro de 2015. Rocha, agora em 574º do ranking, ainda está distante de Adilson da Silva, da equipe YKP/Azeite 1492 de golfe, o melhor brasileiro da lista, em 345º lugar, e de Lucas Lee, o segundo, em 392º, mas aumentou muito suas chances de defender o Brasil nos Jogos do Rio 2016.

Um vice-campeonato no Web.com Tour já colocaria Rocha perto de Lucas no ranking, e um título o faria chegar a Adilson, que hoje é o 59º colocado da lista de 60 jogadores que estariam classificados para jogar no Rio, em agosto, na volta do golfe aos Jogos Olímpicos após 112 anos de ausência. Com Adilson jogando em torneios do Tour Europeu, do Tour Asiático e do Sunshine Tour sul-africano, e Lucas no PGA Tour, crescem também as chances de o Brasil ter dois jogadores classificados para o Rio 2016.

Vitória – Munoz, que começou o dia líder, com 12 abaixo, também não jogou bem, ficando acima do par em quase toda a volta. Mas ele acertou o green do 18, um par 5, com a segundo tacada, e deu dois putts para fazer o birdie que o deixou no par do campo no dia e lhe deu o título por uma tacada de vantagem com 272 (69-66-66-71), 12 abaixo no total. Os americanos Matt Atkins (73-67-65-68) e Richy Werenski (71-68-66-68) empataram em segundo, com 11 abaixo, a uma tacadas do playoff. Putnam, que jogou no pelotão ao lado do campeão e de Rocha terminou em sétimo, com oito abaixo (66-67-69-74).

O Web.com Tour para agora por mais de um mês e só retorna de 17 a 20 de março, com o Louisiana Open, no Le Triomphe G&CC, com US$550 mil em prêmios. O torneio seguinte é o Brasil Champions, de 31 de março a 3 de abril, no São Paulo GC, com prêmio de US$ 700 mil.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados