Woods joga os dois primeiros dias do Riviera com Rory e Thomas. ESPN transmite ao vivo

12/02/2019

Grupo jogou junto neste torneio, em 2018, quando Tiger não passou o corte

Tiger, Thomas e Rory, juntos, no Riviera. Imagem: captura da tevê

Tiver Woods, número 13 do mundo, retorna ao Riviera a partir desta quinta-feira, 14 de fevereiro, para a disputa do Genesis Open, tendo como parceiro nos dois primeiros dias o irlandês Rory McIlroy, nono do ranking, e Justin Thomas, quarto do mundo. Um trio que pode ser muito bom para a televisão – a ESPN transmite ao vivo, os quatro dias, para o Brasil (veja no final) -, mas que não deu certo nesse mesmo torneio, em 2018, quando Tiger, voltando ao golfe, não passou o corte e Rory e Thomas reclamaram bastante do comportamento dos fanáticos torcedores do ex-número 1 do mundo.

Tiger jogou 72 e 76 e não passou o corte no Riviera, torneio organizado pela Fundação Tiger Woods, por cinco tacadas. Thomas foi nono e Rory 20º, ambos lamentando a falta de educação de muitos torcedores de Woods. “Em meio a todo aquele barulho você dá umas duas tacadas para o campo no torneio”, disse Rory, para quem foi preciso “tomar uns dois Advil no final do dia” para passar a dor de cabeça. Thomas concorda e diz que foi “selvagem” nos dois primeiros dias. “Eu gostaria que as pessoas não achassem tão divertido gritar e todas essas coisas enquanto nós tentamos dar as tacadas e jogar”.

Déjà vu – Os três também jogaram juntos no PGA Championship de 2018 (ganharam, somados, sete vezes esse major), mas aí a história foi diferente. Tiger foi o vice-campeão, perdendo por duas tacadas para Brooks Koepka. Thomas ficou em sexto e McIlroy em 50º. Aquele foi o segundo vice de Tiger após a volta, e seu terceiro Top 5, até vencer o Tour Championship, que reuniu os 30 melhores da Fedex Cup para o torneio final da temporada de 2018. Já um torneio com corte e campo completo, com cento e tantos jogadores, Tiger não vence desde o Bridgestone Invitational, em agosto de 2013.

Tiger ainda não venceu esse torneio de Los Angeles, onde fez sua estreia em torneios do PGA Tour, aos 16 anos, jogando como amador. Caso vença, pode voltar so Top 10 do mundo. Mas foi duas vezes vice-campeão, perdendo num playoff, em 1998 (no Valencia), antes de ser novamente vice no ano seguinte, no Riviera. Além de Tiger, Jack Nicklaus também nunca venceu o ex-Los Angeles Open. Nicklaus foi vice em 1978. E foi nesse evento, em 1962, em Rancho Park, que o maior ganhador de majors da historia (18) ganhou seu primeiro cheque como profissional, US$ 34.

Mais destaques – Phil Mickelson, que vem de um vice-campeonato e uma vitória em Pebble Beach, que o levaram de volta aos Top 20 do mundo (aparece em 17º no ranking desta semana), jogará ao lado de Jordan Spieth (6º) e Xander Schauffele (7º), em outro forte grupo para a tevê. Bryson DeChambeau, quinto do ranking, terá como parceiros o espanhol Jon Rahm (6º) e Matt Kuchar. Dustin Johnson, terceiro do mundo e mais bem ranqueado em campo, joga com Cameron Champ e Bubba Watson, três vezes campeão do torneio.

Genesis Open, na ESPN, ao vivo

5ª feira – das 17h00 às 21h00

6ª feira – das 17h00 às 21h00

Sábado – das 16h00 às 21h00

Domingo – das 15h00 às 20h30

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    WCGC Brasil 2019 tem nova seletiva aberta a todos os golfistas, dia 27 de abril, no Terras de São José

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados