Malandragem no PGA Championship: Profissionais usam arquibancada para fugir dos perigos do 18

21/05/2021

Uso "alternativo" das Regras do Golfe não foi previsto pelos árbitros do PGA of America

Koepka prepara drop sem penalidade no 18, num lie perfeito e com tiro para o green. (Reprodução TV)

por | Ricardo Fonseca

Chame como quiser: estratégia, esperteza, malandragem, malícia ou até imoralidade. Mas uma coisa é certa: o fato de muitos profissionais, incluindo os de ponta, terem jogado a bola, no buraco 18, nesse primeiro dia de jogo, propositalmente contra a arquibancada do lado esquerdo, para fugir dos problemas do buraco mais difícil do Ocean Course de Kiawah Island, sede do PGA Championship, não pode ser uma falta imputada a eles, e sim aos árbitros que não se deram conta de um uso pouco convencional das Regras do Golfe.

Entre enfrentar as dunas (não há bancas nesse campo, tudo é tratado como área de areia) e o rough alto do buraco final deste segundo major do ano, vários profissionais, incluindo Brooks Koepka, Rory McIlroy, Hideki Matsuyama, Xander Schauffele, Jimmy Walker, Matt Fitzpatrick e até Sebastian Muñoz, que embocou a bola numa cesta de lixo grudada na arquibancada, preferiram jogar a bola diretamente para a arquibancada da esquerda, de onde tinham drop sem penalidade, num lie perfeito e com tiro para o green. O máximo que se faz de lá é um 5 (bogey). Muitos, como Koepka, fizeram 4 (par).

Pulo do Gato – Arquibancadas são por definição Obstruções Irremovíveis e são tratadas como Condições Anormais de Campo (Regra 16), o que dá direito a jogar sem penalidade a um taco de distância (não mais perto da bandeira) do ponto de alívio completo da condição anormal. Arquibancadas, no entanto, vão além: são definidas nas Regras Locais como Obstruções Irremovíveis Temporárias (TIO, na sigla em inglês), o que garante um alívio extra, além do permitido pela Regra 16. Isso vale mesmo se a bola não for encontrada dentro da TIO, desde que seja virtualmente certo que ela foi parar lá.

Tratada como TIO, o jogador tem direito a um alívio extra da arquibancada (tenda ou torre de televisão) se a TIO estiver localizada entre a bola e o buraco, ou seja, ele tem “alívio da linha de visão” (veja modelo de Regra Local F-23). Por isso, o jogador pode procurar seu ponto de alívio em um arco equidistante da bandeira até ter alívio completo de seu swing e da linha de visão! A Regra 16 não permite isso. Só dá alívio de uma Obstrução Irremovível se a bola estiver tocando ou dentro da Condição Anormal de Campo ou se essa interfere fisicamente como a área pretendida de seu stance ou swing.

Solução – O que fazer, então, uma vez que ninguém deixaria de colocar a arquibancada no 18, ainda mais agora com o público podendo voltar a ver golfe dentro do campo? O R&A tem a resposta! No The Open, de 2019, no Royal Portrush, ganho por Shane Lowry, o R&A colocou uma área de drop da arquibancada obrigatória bem no meio de um rough alto e num terreno inclinado (foto abaixo).

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Aproveite o acordo entre a Pousada Travel Inn Trancoso e o Terravista Golf Course

  • Golfe 2016

    Jogos de Tóquio: Nelly Korda leva susto, mas vence por uma e dá aos EUA seu segundo ouro no golfe


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados