PGA Tour: boas e más notícias para Alexandre Rocha

20/10/2012

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page

Brasileiro passa corte, mas empate em 30º ainda não bastaria para garantir o cartão

Alexandre: fazendo a parte dele, mas os golfistas concorrentes também atacam na reta final do PGA
Alexandre: fazendo a parte dele, mas os golfistas concorrentes também atacam na reta final do PGA

por: Ricardo Fonseca

O brasileiro Alexandre Rocha jogou 68, duas abaixo do par, pelo segundo dia consecutivo, numa volta de recuperação, para passar o corte empatado em 30º lugar no McGladrey Classic, em Sea Island, na Geórgia, torneio do PGA Tour com US$ 4 milhões em prêmios, que está sendo transmitido ao vivo para o Brasil pelo Golf Channel. A TV mostra as rodadas das 15h00 às 17h30.

Rocha, agora, se colocou em condições de acumular os dólares que precisa para subir da 128ª colocação e entrar entre os 125 primeiros do ranking que mantém o cartão para a temporada de 2013 sem necessidade de voltar à Q-School, a escola de classificação. Mas a posição em que inicia a volta deste sábado ainda não basta para isso, pois os US$ 22.280 que ganharia, ainda o manteriam em 128º.

Concorrência – Um dos “culpados” por Rocha não ter subido as posições que precisa na projeção pelos resultados após 36 buracos é o indiano Arjun Atwal, que fez oito birdies nesta sexta, para jogar 63 (-7) somar dez abaixo e assumir a liderança isolada do torneio, uma à frente de Davis Love III (66) e Jim Furyk (65). Com os US$ 720 mil do prêmio de campeão ele subiria 77 posições, de 175º para 98º do ranking, sendo mais um à frente de Rocha. O outro é Gary Christian, que está empatado em 30º com Rocha, o suficiente para subir de 127º para o 125º lugar, que seria hoje a nova linha de classificação, com US$ 631,1 mil. Rocha teria US$ 618,8 se o torneio terminasse hoje.

Felizmente Rocha tem mais dois dias para subir na tabela desse torneio que jogou pela primeira vez em 2011 e terminou em 26º lugar. Nesta sexta, ele provou que tem condições disso, sobretudo à forma como reagiu aos dois bogeys que fez nos primeiros cinco buracos, para ficar ameaçado de nem jogar no final de semana. Rocha fez dois birdies ainda na primeira metade do campo, para voltar ao par, e mais dois na segunda volta, para passar o corte com folga de três tacadas.

Precisão- Rocha acertou todas as 16 raias na rodada desta sexta e errou apenas três greens, ambas estatísticas em que está entre os sete melhores em campo. Mas deu 31 putts, com média de 1,73 por green acertado, o que ainda é muito e lhe custou poucas mais importantes tacadas. Mesmo assim, das distância em que jogou, ele foi mais de 3 putts melhor do que a média do campo em cima dos green, subindo para 16º na nova e pouco compreendida estatística de tacadas ganhas com o putter.

Terminar entre os 20 é uma boa meta para Rocha esta semana, pois o colocaria em posição mais confortável para o torneio final do ano, na próxima semana. na Disney. Em 2011, foi lá, nos campos Palm e Magnolia que Rocha conseguiu sua melhor colocação da temporada de estreia, um 20º lugar que lhe rendeu US$ 47,4 mil de prêmio, tudo o que ele precisaria hoje.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • comandatuba-aerea-divulgacao

    Turismo

    Golf Travel comemora prêmio Top 10 com pacotes a preços incríveis para Comandatuba

  • podio feminino

    Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados