Aberto do Aretê Búzios: Humberto Rodrigues, do Campo Olímpico, vence em nome da avó

06/12/2020

Valentina Bosselmann, de apenas 15 anos, do Itanhangá, domina a competição feminina

Não houve quem não ficasse com os olhos mareados quando Humberto Rodrigues, de 19 anos, do Campo Olímpico do Rio de Janeiro, subiu ao palco para dedicar à avó, que ele enterrou há uma semana, o título do 19º Torneio Aberto do Golfe Clube Aretê Búzios, encerrado neste domingo, 6 de dezembro, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Apenas uma semana depois de perder a mulher que o criou e que incentivou o menino pobre de Japeri, na Baixada Fluminense, a tentar uma vida melhor no golfe, Humberto venceu seu segundo torneio consecutivo do ranking fluminense, título que o envolveu num misto de alegria e tristeza, compensando a sensação de perda com a de dever cumprido.

Veja dois álbuns com mais de 700 fotos exclusivas do torneio

Álbum 1 – Treinos e Sábado

Álbum 2 Domingo e premiação

Humberto, que começou a semana como número 2 do ranking fluminense, diz que foi a avó, Malvina de Oliveira Silva, quem o ajudou a conquistar este título em nome dela. Foi dona Malvina quem o convenceu a entrar no projeto do Golfe Público de Japeri, onde aprendeu golfe, e quem, depois que ele completou 18 anos, o incentivou a não abandonar o esporte e ir para o Campo Olímpico, onde Jack Nicolau e os profissionais da PGA do Brasil o acolheram e lhe deram as condições de continuar no golfe até hoje.

Vitória – Dona Malvina certamente esteve presente nesta conquista, mas Humberto fez a parte dele. Venceu de ponta a ponta e por duas de vantagem ao somar 154 (78-76) tacadas, dez acima do par, num dos campos mais seletivos do Brasil, salpicado por mais de 70 bancas e onde a água entra em jogo em 17 dos 18 buracos, e isso num final de semana onde o vento forte foi um fator decisivo. Humberto soube administrar sua vantagem até o buraco 15, onde seu único birdie do dia lhe deu tranquilidade para o título, que se segue ao do Aberto do Frade, em Angra dos Reis.

Breno Domingos da Silva, da Associação Golfe Público de Japeri, por pouco não lhe estraga a festa. Apesar de dois duplos bogeys no começo da volta final, Breno fez cinco birdies para jogar 74, duas acima do par e melhor resultado de todo o torneio masculino, para ser o vice-campeão, com 156 (82-74) tacadas. Ambos receberam das mãos de Eudes Filho e de sua mãe, Mercedes, os troféus que homenageiam Dom Eudes de Orleans e Bragança, ex-presidente da Confederação Brasileira de Golfe, recentemente falecido, que foi decisivo na construção do campo do Aretê, e na conclusão desse percurso que hoje é um dos mais preciosos legados do esporte no país.

Destaques – Deivid Barbosa de Oliveira, revelado no Clube Capixaba, do Espírito Santo, o número 1 do ranking do Rio de Janeiro, vinha de um título do Aberto do RJ, no Aretê Búzios, mas desta vez não deu para ele. Deivid terminou em terceiro na classificação geral, mas foi o campeão na classificação por handicaps índex até 8,5, com 149 (75-74) tacadas, cinco acima. Stian Soltvedt, do Itanhangá, foi o vice, com 150 (73-77) tacadas. Henrique Piassi Sousa, da Federação Baiana, Capixaba e Mineira de Golfe também somou 150 (73-77), mas ficou com o troféu de terceiro lugar nos critérios de desempate.

Na 8,6 a 14 o título foi para o juvenil Paco Sabater Casini, revelação do Aretê Búzios, com 142 (71-71) tacadas, duas abaixo do par e melhor net masculino acumulado da semana. Francisco Maia, do Japy, foi o vice com 146 (73-73) tacadas, enquanto Michael Shephard, do Aretê Búzios, somava 149 (79-70) para ficar com o troféu de terceiro lugar no desempate com Wesley Quiterio, do Terras de São José (76-73).

Mais premiados – Na 14,1 a 22,1, só deu Aretê Búzios no pódio. Acir Cumin venceu o primeiro torneio de sua carreira com 144 (75-69) tacadas, o par do campo, seguido por Joe Oliver, com 145 (72-73), e por Alberto Sugasti, com 149 (75-74). E na 22,2 a 35,9, Alexandre Stockler, do Águas da Serra, da Paraíba, ganhou com 150 (71-79) tacadas, seguido por dois jogadores do Aretê: Diogo Oliveira, com 151 (76-75), e Nadimo Cordeiro Nakhle, que também somou 151 (73-78), mas levou a pior nos critérios de desempate.

Feminino – Entre as mulheres, Valentina Bosselmann, do Itanhangá, de apenas 15 anos, deu um importante passo ao fazer a única volta no par do campo de todo o torneio e ser campeã de ponta a ponta, com 149 (72-77) tacadas. Zenilda Alves de Souza, do Alphaville Graciosa, do Paraná, foi a vice, com 156 (75-81). Ambas receberam de Mercedes Bragança os troféus em homenagem a Dom Eudes.

Na classificação por handicaps até 16, Adriana Melo, Alphaville Graciosa, venceu com 158 (79-79) tacadas, seguida por Meidy Gama, do Gávea, com 160 (82-78), e por Bia Junqueira, do Itanhangá, com 167 (85-82). E na 16,1 a 37, Maitri Peychaux, de Búzios, foi campeã com 141 (71-70) tacadas, melhor net geral, seguida por Maria Clara Canano, do Rio de Janeiro, com 151 (77-74), e por Genete Stephen, do Teresópolis, com 160 (82-78).

Resultados completos

Ninguém ganhou o cart Tempo de luxo, da Golf Car, o mais cobiçado carrinho elétrico de golfe do mundo, que Humberto Monte Neto, em nome da Bahia Golf Car, oferecia para o primeiro jogador que fizesse um hole-in-one no buraco 17, de par 3. Cada jogador teve duas chances de ganhar.

Premiação – A entrega de prêmios foi apresentada por Ricardo Melo, comentarista de golfe dos canais ESPN, que deu, no sábado, uma clínica de grande sucesso para patrocinadores e convidados, muitos dos quais nunca haviam jogado golfe antes e saíram apaixonados pelo esporte. A clínica teve ainda outra rodada no domingo. As clínicas tiveram também a participação do profissional Luiz Menezes, do Terras de São José Golfe Clube, de Itu (SP), e do profissional local Victor Peçanha.

Os prêmios foram entregues por Carlos Gasparian, presidente do Golfe Clube Aretê Búzios; por Roberto Correa, presidente da Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro; e por Sebastião Neres, da NGA Golf, responsável pelas obras de modernização do campo projetado por Pete Dye. Eudes Filho e Mercedes entregaram os prêmios scratch.

Patrocínio – O 19º Aberto do Golfe Clube Aretê Búzios, uma realização do Opportunity – Fundo de Investimentos Imobiliário, teve patrocínio Master de Craft Engenharia, Prêmio Empreendimentos Imobiliários e Town Marker Desenvolvimento Imobiliário. O evento teve ainda apoios de Prefeitura de Búzios, Bahia Golf Car, Club Car, Transmater Transporte e Terraplanagem, Hotel Aretê Búzios, Green Grass, Copelmi Mineração, M Costa Serviços de Apoio e Construção, Rain Bird, Quadrant Arquitetura – Engenharia, Intersea, Petra, Marfood Catering Service, Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro, Confederação Brasileira de Golfe e R&A.

 

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    PGA Tour: Entenda tudo o que está em jogo para Tiger esta semana, no Memorial


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados