Aberto de Bastos: Diogo Uemura surpreende favoritos para vencer por uma de vantagem

02/05/2022

Leo e Negrini são vice. Maria Aparecida vence no feminino e Kenji Amano no sênior 70+

Diogo Uemura: vitória de ponta a ponta sobre os melhores golfistas do estado. Fotos: divulgação

Diogo Uemura, de Bastos, provou que santo de casa também faz milagre ao surpreender os favoritos e vencer de ponta a ponta o 42º Torneio Aberto do Bastos Golf Clube, jogado neste final de semana, dias 30 de abril e 1º de maio, com patrocínio da Sasazaki, e valendo para os rankings da Federação Paulista de Golfe (FPGolfe). Maria Aparecida da Silveira, de Bauru, venceu no feminino e Kenji Amano, de Bastos, ganhou a categoria sênior scratch para jogadores com 70 anos ou mais.

Veja as fotos do torneio

Diogo jogou 71 tacadas, uma abaixo do par, na estreia, para terminar os primeiros 18 buracos empatado em primeiro com Marcos Negrini, do Damha, que chegou como favorito depois de vencer quatro torneios seguidos. Diogo fez sete birdies nesse primeiro dia, mas também um duplo bogey e quatro bogeys. Leo Yoshikawa, presidente do clube e melhor jogador de Bastos, que buscava seu oitavo título do Aberto em 11 anos, ficou apenas em terceiro, com 73 (+1).

Os demais favoritos não começaram bem. Alessandro Melle, do Campinas Golf Center, campeão do Aberto Bandeirantes, do ranking mundial, jogou 75 para empatar em quarto com Rubens Kakimoto, outro bom jogador da casa. Armando Henrique Yoshiura e Lucas Mendes Muinos, ambos de Bauru e com índex abaixo de 0,4, jogaram 78 para dividir o sétimo lugar.

Vitória – Domingo, na volta final, parecia que ninguém conseguiria parar Leo Yoshikawa, que começou de forma impressionante, com uma sequência de quatro birdies do buraco 3 ao 6, e ainda fez outro birdie no 9, para terminar a primeira metade do campo empatado em primeiro, com quatro abaixo no total. Diogo voltou a se isolar em primeiro com um birdie no 10, mas Leo revidou no 11, para empatar mais uma vez.

A partir daí, Leo passou a errar muito e fez quatro bogeys do 12 ao 18, contra apenas mais um birdie. O heptacampeão de Bastos ainda chegou aos buracos finais em primeiro e com chances de vencer, mas fechou o domingo com bogeys no 17 e no 18, para jogar 69, a melhor volta de todo o torneio, mas o suficiente apenas para ser vice-campeão, com 142 (73-69) tacadas, duas abaixo do par. Diego, ao contrário, fez da regularidade a sua arma, jogou uma abaixo por volta, com dois birdies e um bogey em cada metade do campo, para somar 141 (71-70) tacadas, duas abaixo, e comemorar o título.

Outro que teve chances de vencer, ao de ao menos forçar um playoff, foi Negrini, que depois de jogar uma acima de ida, fez três birdies do 10 ao 16 para encostar no líder. Mas um duplo bogey no 17 acabou com suas chances e Negrini ainda teve que fazer birdie no 18 para empatar em segundo lugar com 142 (71-71) e ser o segundo e último a jogar nos dois dias abaixo do par. A seguir, terminaram Armando Henrique Yoshiura, com 150 (78-72); Lucas Mendes Muinos, com 152 (78-74); e Alessandro Melle, com 153 (75-78).

Handicaps – Na classificação por handicaps índex até 8,5, só deu Bastos no pódio. O campeão foi Vitor Kenji Terui, com 144 (71-73), seguido por Rubens Kakimoto, com 146 (69-77) e por Matheus Mizuma, com 147 (74-73). Fabio Katayama também somou 147 (74-73), mas perdeu o troféu nos critérios de desempate. Na 8,6 a 14, venceu Rogério Tartari, do Clube de Golfe de Campinas, com 137 (69-68), seguido por dois jogadores da casa: Ilton Uemura, com 139 (66-73), e Kendall Dunn, com 141 (73-68).

Na 14,1 a 19,4 Marcelo Fonseca, da Associação Esportiva São José venceu o duelo entre dois dos mais assíduos jogadores do ranking paulista ao somar 139 (68-71) tacadas e deixar Massao Kanesaki, do Sapezal, em segundo, com 142 (71-71). Pedro Beolchi, do Terras do Golfe (MS) ficou em terceiro, com 146 (72-74). E na 19,5 a 25,7, dobradinha de Bastos, com Rodrigo Takeo Ono, campeão com 139 (63-70), e Alberto Yamasaki vice com 139 (71-68). Hélio Matsuda, do Arujá, completou o pódio, com 143 (70-73).

Mais premiados – Na 25,8 em diante, não válida para o ranking FPGolfe, venceu Oliver Yoshikawa Voigt, de Bastos, com 127 (65-62), seguido por James Almond Eagers, do Quinta do Golfe, com 142 (71-71), e porArthur Alves de Aro, de Bauru, com 148 (70-78). Oliver Yoshikawa ganhou ainda o prêmio de melhor net juvenil (até 18 anos), com 17 abaixo do par.

Houve ainda prêmios especiais de Nearest to the pin ganhos por Leo Yoshikawa (buraco 5), Rubens Kakimoto (8), Lucas Mendes (12) e Sérgio Fante (16). Os prêmios de Longest Drive foram, no feminino, para Maria Aparecida da Silveira (buraco 17); no masculino para Diego Uemura (2) e no sênior para Jorge Fukuda (10).

Seniores – Na categoria para seniores com 7º anos ou mais, só deu Bastos. Kenji Amano venceu com 168 (82-86), seguido por Yoshio Ono, que levou o troféu de vice-campeão com 169 (88-81). Na classificação sênior por handicap, o pódio teve Eiji Miyakubo, campeão com 147 (69-78); Tsuru Masaru, vice com 148 (75-73); e Sussumo Yorozuya, que também somou 148 (73-75), mas ficou com o troféu de terceiro lugar nos critérios de desempate.

Feminino – Entre as mulheres, Maria Aparecida da Silveira, de Bauru, venceu com 164 (82-82) tacadas, e Lídia Tsuru, de Bastos, foi a vice com 173 (87-86). Na classificação pro handicaps índex até 16, venceu Fanny Kakimoto, de Bastos, com 154 (80-74) e Thessa Eagers, do Terras do Golfe, foi a vice, com 158 (78-80).

Na 16,1 a 25,7 o pódio teve quatro jogadoras, sendo as três primeiras de Bastos. Karina Amano venceu com 146 (72-74), no desempate com Dulce Yoshikawa, que também somou 146 (71-75), mas levou o troféu de vice-campeã. Denise Kakimoto ficou em terceiro, com 147 (73-74), seguida por Suzy Fang, do São Paulo GC, com 151 (78-73). E na 25,8 em diante, o pódio só de Bastos teve Gabriela Yoshikawa, campeã com 134 (69-65), seguida por Patrícia Yasuda, com 146 (70-76), e por Paula Beolchi, com 148 (73-75).

Premiação – Mauro Batista, diretor executivo da FPGolfe, comandou a entrega de prêmios que teve a mesa formada por Leonardo Yoshikawa, presidente Bastos Golf Clube; Matheus Mizuma, o capitão do clube; e por Fabio Maschietto, diretor jurídico da FPGolfe, que representou a entidade.

O 42º Torneio Aberto do Bastos Golf Clube tem patrocínios de Sasazaki (Master), Nutri, Yamasa, Ovos Yoshikawa, Artabas, Granja Ono, Auster, Granja Uemura, Biosyn, Baser Agrocenter, Formalix, E-go, Royal Carts, Adpac e Regivet/Mcassab.

Resultados

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Aproveite o acordo entre a Pousada Travel Inn Trancoso e o Terravista Golf Course

  • Golfe 2016

    Jogos de Tóquio: Nelly Korda leva susto, mas vence por uma e dá aos EUA seu segundo ouro no golfe


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados