Agente do FBI que ajudou Greg Norman é condenado

09/06/2010


Ele usou os computadores da agência para interferir no processo de divórcio do golfista


Greg Norman: golfista é inocente no processo que condenou amigo agente do FBI
  Greg Norman: golfista é inocente no processo que condenou o amigo, ex-agente do FBI

Peter Norell Jr, ex-agente do FBI, foi condenado a três meses de prisão domiciliar e um ano de liberdade condicional, depois que foi considerado culpado por acessar ilegalmente os computadores da agência de inteligência para ajudar o australiano Greg Norman, ex-número 1 do mundo, em seu divórcio. O objetivo de Norell era reunir informações sobre um ex-sócio de Norman e chantageá-lo para que ele não interferisse no processo de separação.

Norell acessou ilegalmente os computadores do FBI por três vezes, em 2005. Ele buscava informações sobre um homem identificado no processo pelas iniciais “T.S.” Norell também usou seu cargo e informações privilegiadas para exigir que Earl Takefman, então sócio de Norman na Great White Shark Enterprises, colocasse empecilhos nas cláusulas da separação judicial já acordadas entre Norman e Laura Andrassy sua esposa de 1981 a 2007.

Em 2006, Norell usou um telefone do FBI para dizer a Takefman para “manter a boca fechada” e “ficar longe” do processo de separação. Ele se identificou como agente do FBI e amigo do golfista. Norman não foi acusado de nenhum crime no processo. Depois da separação, o ex-número 1 do mundo se casou com a tenista Chris Evert, em 2008, e se separou um ano depois, desta vez sem ajuda do FBI.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    PGA Tour: Entenda tudo o que está em jogo para Tiger esta semana, no Memorial


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados