Alexandre Rocha vence Pro Tour na Baroneza. Negrini, em segundo, ganha vaga no Casa da Paz

17/12/2019

Ranking final do circuito classificou ainda Herik, Hélio, Robson e Adriel para jogar no São Fernando

Rocha retornou ao Brasil para as festas de final de ano com vitória e como favorito no Casa da Paz. Foto: Thais Pastor/F2 Comunicação

Alexandre Rocha jogou 68 tacadas, quatro abaixo, para ser o campeão do Grand Finale, torneio de encerramento do Golf Pro Tour de 2019, nesta terça-feira, 17 de dezembro, no Quinta da Baroneza GC, em Bragança Paulista (SP). Marcos Negrini, do Damha, vice-campeão, com 69 tacadas, se valeu da competição para garantir vaga para o torneio beneficente Casa da Paz, que vai ser jogado quinta e sexta-feira, 19 e 20 de dezembro, no São Fernando Golf Club, em Cotia (SP).  Ele virou profissional esta semana. O torneio da Baroneza valia como seletiva.

Rocha e Herik Machado, que dividiu o segundo lugar com Negrini, já tinham vaga assegurada no Casa da Paz, maior torneio profissional do ano, que vai distribuir R$ 100 mim em prêmios. O Grand Finale do Golf Pro Tour dava até três vagas para o Casa da Paz, desde que os golfistas que terminassem nessas posições ainda não estivessem classificados.

Veja como participar do Pro-Am – O torneio da Casa da Paz terá 50 profissionais (ou amadores de alto rendimento), que competem individualmente em 36 buracos, e jogam paralelamente, na sexta-feira, na rodada final, um Pro-Am de duplas. Para participar do Pro-Am, os amadores terão que “comprar” um profissional no leilão que será feito durante um coquetel, na noite desta quinta-feira, 19, após a primeira rodada do Casa da Paz, a partir da 19 horas, na sede da ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, na Rua Marquês de Itu, 968, em Higienópolis, São Paulo (SP).

O leilão é aberto a todos e quem “comprar” um profissional, além de contribuir para os premiados projetos assistenciais do Casa da Paz e participar do torneio ao lado dos melhores profissionais do Brasil e da América do Sul, terá direito a participar da grande festa de encerramento do golfe brasileiro de 2019, que terá muitos prêmios exclusivos, sorteios, paellas do chef Pedro Faus e bebidas variadas. Para participar do leilão basta contatar Simone Esteves, pelo telefone (11) 5508-8403, ou escrever para o e-mail sesteves@ecomtrading.com. A entrada é franca.

Mais classificados e seletiva – Outras quatro vagas para o Casa da Paz foram definidas pelo ranking final do Golf Pro Tour de 2019, após a rodada da Baroneza, que classificava quem terminasse entre os cinco primeiros e ainda não tivesse vaga. Herik Machado, que confirmou o primeiro lugar do ranking com seu vice-campeonato, ficou com uma das vagas, seguido por Hélio Cassimiro (2ª), Robson Gomes (3º) e Adriel Marques (5º). Ronaldo Francisco, quarto do ranking do Pro Tour, já tinha vaga no Casa da Paz.

Horário de saída da Classificação do Casa da Paz desta quarta-feira

Com os cinco novos classificados nesta terça-feira, subiu para 40 o total de jogadores que já têm vaga assegurada no Casa da Paz 2019. Com isso, restaram dez vagas que serão disputadas numa seletiva nesta quarta-feira, 18, por 31 jogadores, sendo quatro amadores: Daniel Kenji Ishii, Gui Grinberg, Pietro Alvin e Rafael Benadiba. Caso algum amador se classifique, competirá com os profissionais, inclusive como cabeças das duplas no leilão, mas não concorrerá aos prêmios em dinheiro.

Vitória – Rocha, que jogou duas abaixo em cada metade do campo (34) venceu com 68 tacadas. Herik, que começou duas atrás e quase forçou um playoff ao jogar 33 de volta, empatou em segundo com Negrini, com 69 tacadas, três abaixo. Axel dos Santos e Pedro Nagayama dividiram o quarto lugar, com 71, seguidos por Rafa Barcellos, com 73, e Marcelo Monteiro e Eduardo Vasconcellos, com 75. Com esses resultados, Axel, terminou em sexto no ranking do Golf Pro Tour e perdeu a vaga no Casa da Paz para Adriel, por apenas 40 pontos. Entre os amadores, que competiram no sistema stableford modificado, que dá pontos para birdies, eagles e albatrozes (net), mas também tira pontos em caso de bogeys, duplos bogeys e piores, venceu Laércio Vasconcellos, da Baroneza, com zero ponto. Tuca Gantus e Cassio Giometti classificaram-se a seguir, com -1 ponto cada.

Destaques – Entre os 14 profissionais estrangeiros confirmados para jogar no 19º Torneio Beneficente de Golfe Casa da Paz – 2019 estão três ex-campeões do torneio: o paraguaio Nilson Cabrera, que defende o título conquistado em 2018 num tríplice desempate; o peruano Patricio Salem (2014) e o argentino Manuel Garcia 2012). Nenhum outro estrangeiro venceu a competição.

Mas a grande atração do torneio é o paraguaio Carlos Franco, seis vezes campeão no PGA Tour, quatro delas no circuito regular, quando chegou a 16º do ranking mundial de golfe (OWGR) e duas no Champions Tour, em 2016 e 2017, além de ter sido medalha de prata por equipes nos Jogos Pan-Americanos deste ano. Angel, Ramon e Eládio, irmãos de Carlos, também jogam, ao lado dos paraguaios Raul Fretes, Pedro Martinez e Gustavo Silveiro; dos argentinos Francisco Ojeda e Rodolfo Gonzalez, do colombiano Jesus Rivas e do chileno Francisco Cerda.

Brasileiros – Entre os brasileiros anteriormente confirmados, também estão também três ex-campeões: Rafa Becker, campeão em 2017, que jogou no Korn Ferry Tour e nesta temporada; Ronaldo Francisco, vencedor em 2013; e Rafa Barcellos, campeão do primeiro evento da “era profissional” do Casa da Paz, em 2010, e vice-campeão no ano passado, quando perdeu no desempate. A eles se juntam Alexandre Rocha, que jogou nos principais circuitos do mundo, incluindo PGA Tour e Tour Europeu. As ausências entre os ex-campeões são as de Philippe Gasnier, vencedor em 2015, e Lucas Lee, o único com mais de um título do Casa da Paz (2011 e 2016).

Outros destaques do Brasil são os profissionais Odair Lima, Felipe Navarro e Gustavo Teodoro, todos com passagens pelo PGA Tour Latinoamérica, além dos melhores do ranking nacional do Pro Tour, com Pablo de la Rua, Marcos Silva, e Giordano Junqueira; Pedro Nagayama, que acaba de se tornar profissional e vai jogar em casa; além de vários dos melhores profissionais brasileiros de todos os tempos, como Rafael Gonzalez, Carlos Dluhosch e Acácio Jorge Pedro. Completam a lista dos classificados Iorkys Cabrera, Antônio “Piléu” Pereira, Antônio “Peba” Araújo, Marcelo Monteiro, Caio Barbosa, Milton Tanigaki e Andre Conolly.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados