Fred Biondi chega para a Los Andes motivado por 3º lugar no Bobby Chapman Invitational

23/10/2018

Juvenil paulista, segundo melhor brasileiro do ranking mundial, inicia preparação para o Sul-Americano

por: Ricardo Fonseca

O juvenil paulista Fred Biondi, segundo brasileiro mais bem colocado do ranking mundial amador de golfe (WAGR), na 522ª colocação, chega hoje ao Brasil para iniciar os treinos para a Copa Los Andes, o Sul-Americano de Golfe por Equipes, motivado por um terceiro lugar no Bobby Chapman Invitational, um dos mais importantes torneios amadores dos EUA, encerrado domingo, no Country Club of Spartanburg, na Carolina do Sul.

Fred, que aprendeu golfe no São Paulo GC e mora em Port St. Lucie, na Flórida, foi líder do primeiro dia no Bobby Chapman, quando fez um eagle e cinco birdies para jogar seis abaixo do par, mas terminou em terceiro, com 138 (65-73) tacadas, quatro abaixo, depois de ter fechado a semana com dois bogeys nos seis buracos finais. O campeão de virada foi o local Jonathan Griz, que fez o melhor resultado da semana para terminar com 135 (71-64), seguido por Gordon Sargent, de Birmingham, com 136 (66-70).

Importância – O primeiro campeão do Bobby Chapman, em 1995, foi Lucas Glover, que viria a ser campeão do US Open. Alguns destaques do golfe mundial que passaram por lá foram Dustin Johnson, Bubba Watson, Bill Haas, Peter Uihlein, DJ Trahan, Johnathan Byrd e Sean O’Hair, entre outros. Juntos, os ex-participantes do evento já ganharam 67 torneios do PGA Tour, dois Masters, dois US Opens, dois US Amateur, 3 US Public Links, uma FedEx Cup, um British Amateur Champion e dois US Junior Champions, amealhando em suas carreiras no PGA Tour prêmios de US$ 288,6 milhões!

Chegando ao Brasil, Fred se junta aos demais convocados para o 73º Campeonato Sul-Americano de Golfe Por Equipes, Copa Los Andes, que vai ser jogado de 19 a 24 de novembro, no Club de Golf del Uruguai, em Montevidéu: Herik Machado, atual campeão brasileiro, e atleta do país mais bem colocado do ranking mundial amador de golfe (WAGR), na 122ª colocação; o Daniel Kenji Ishii, do Itanhangá terceiro colocado e segundo melhor brasileiro do ranking nacional; o paulista Lucas Park, do Paradise, que vem de uma vitória no Aberto do Clube de Campo neste domingo, e o gaúcho Andrey Xavier, do Belém Novo,  terceiro golfista do país mais bem colocado no ranking mundial.

Equipe – Herik e Kenji são os únicos remanescentes do “Desastre de Lima”, em 2016, quando o Brasil terminou em último lugar, foi rebaixado e não pode jogar na Los Andes de 2017. Fred, Andrey e Lucas irão estrear na equipe masculina, que vai viajar sozinha para o Uruguai, uma vez que a equipe feminina foi rebaixada em 2017 e não joga este ano. As meninas do Brasil não ficaram em último, como os meninos, mas como a lanterninha foi a equipe do Uruguai, que não podia ser rebaixada por ser o país sede de 2018, o efeito foi o mesmo.

O técnico Luiz Miyamura, do Paraná, comandará o time na Los Andes. O critério de convocação, pré-estabelecido, determinava vagas para o campeão brasileiro (Herik), para os três primeiros colocados do ranking nacional (Andrey, Kenji e Herik), e uma escolha. Como Herik está nas duas listas, as escolhas passaram a duas: Biondi e Lucas Park. Euclides Gusi, presidente da CBG, será o delegado da delegação brasileira em Santiago.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados