Golfe 2016: Adilson e Rocha entrariam direto na chave olímpica

11/06/2013


Ranking desta semana classificaria os dois brasileiros para os Jogos do Rio de Janeiro


Adilson e Rocha: vagas no golfe olímpico garantidas por esforço e mérito próprios, sem depender de convites
Adilson e Rocha: vagas no golfe olímpico garantidas por mérito próprio, sem depender de convites

Graças aos bons desempenhos de Adilson da Silva e Alexandre Rocha nos últimos 24 meses, o Brasil não dependeria de uma mudança do regulamento e de convites para ter dois jogadores classificados entre os 60 homens que irão disputar o torneio de golfe dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

O gaúcho Adilson, 253º do mundo esta semana, ficaria com a 56ª vaga, e o paulista Rocha, 353º, com a 60º e última, caso a classificação fosse encerrada esta semana.

Nem mesmo se Rory McIlroy e Graeme McDowell decidirem disputar os Jogos Olímpicos pela Irlanda, e não pela Grã Bretanha, mudaria esse quadro. Adilson ainda seria o 56º e Rocha subiria para 59º.

Nesse caso, o mexicano Jose de Jesus Rodriguez e o Filipino Antonio Lascuna, seriam beneficiados. Veja no quadro abaixo, como seria a chave do golfe masculino nos Jogos Olímpicos pelo ranking desta semana.

Regras – Pelas regras em vigor, poderão jogar no Golfe 2016 todos os 15 primeiros do ranking mundial de golfe e mais 45 jogadores, seguindo a ordem do ranking, com o limite de dois por país. Caso o país já tenha dois ou mais entre os 15 primeiros do ranking, mais nenhum se classifica.

Isso também pode mudar, bem como a foram de disputa – quatro dias de stroke play – na próxima assembleia do Comitê Olímpico Internacional. Fala-se em uma competição paralela de duplas, por país, duplicando o número de medalhas do golfe.

Restando três anos para os Jogos do Rio, esse quadro deve mudar, tornando mais difícil a classificação, uma vez que todo o país tem investido para colocar jogadores no topo do ranking mundial.

Mas Rocha, nosso único brasileiro no PGA Tour; e Adilson, que joga no Tour Asiático e no Tour Sul-Africano, são nossas maiores esperanças de estar no golfe do Rio 2016.

Brasileiros – Dos outros cinco brasileiros no ranking mundial de golfe os com maior potencial de subir na tabela são o paulista Lucas Lee, 922º do mundo, que joga no OneAsia Tour e no Tour Canadense; e o gaúcho Fernando Mechereffe, 930º do ranking, que joga no Web.com Tour.

O carioca Phillippe Gasnier,1126º; e os paranaense Odair Lima,1214º; e Daniel Stapff, 1240º, jogam no PGA Tour Latinoamérica, que distribui poucos pontos para o ranking mundial de golfe e precisam subir para circuitos mais fortes para ter chances de chegar lá.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Vitória de Matsuyama no Masters foi a melhor coisa que poderia acontecer ao golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados