Golfe 2016: enfim, boas notícias no campo olímpico, na Barra

21/05/2014

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page

Onze dias depois de pronta irrigação dos buracos 8 e 9, eles começam a receber grama

Plantio de grama começa a ser feito no campo de golfe olímpico: previsão é tudo ficar pronto em setembro de 2015
Plantio de grama começa no campo de golfe olímpico: previsão é tudo ficar pronto em setembro de 2015

Onde dias depois dos primeiros testes com a irrigação do campo de golfe olímpico, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, começou nesta terça-feira, 20, o plantio de grama do primeiro dos 18 buracos do percurso do designer Gil Hanse. A previsão é gramar três buracos por mês e concluir o plantio até setembro. Os responsáveis acreditam que 11 meses depois disso, em setembro de 2015, a grama já terá “fechado” e o campo pronto para ser jogado, a tempo de receber o Aberto do Brasil, do PGA Tour Latinoamérica, em novembro de 2015, que seria o primeiro evento-teste do novo campo.

A irrigação começou a ser feita pelos buracos 8 e 9. Na sexta-feira, 9 de maio, foram testados os aspersores desses dois buracos com sucesso, permitindo que se iniciasse por aí o plantio da grama. No processo de construção de um campo de golfe como esse, primeiro é feita a modelagem (shape) bruta do buraco, depois colocada a irrigação e, por último, é feito o shape fino com a imediata colocação de grama, para que a movimentação final de areia não se desfaça.

Tecnologia – A Greenleaf Gramados é a responsável pela instalação do sistema de irrigação, plantio da grama e manutenção do campo de golfe olímpico. “A ideia é gramar três buracos por mês e, em setembro, acredito que tudo já esteja plantado”, explica Paulo Antonio Azeredo Neto, engenheiro agrônomo e um dos sócios da Greenleaf. Paulo Azeredo conta que o sistema de irrigação é o mais moderno do mundo e foi projetado por Larry Rodgers, um dos especialistas mais conceituados dos Estados Unidos.

De acordo com a Greenleaf, toda tubulação e os três mil aspersores foram importados dos Estados Unidos e a bomba é da Watertronic, considerada a melhor empresa de bombas para irrigação dos Estados Unidos. “São 400 mil metros quadrados de área irrigada, num solo arenoso, o que exige muito cuidado”, explica Paulo Azeredo. “A irrigação será feita com água dos lagos artificiais, uma vez por dia no campo, duas vezes nas áreas dos greens, tudo controlado por computador”, diz o engenheiro agrônomo. “Como a área é muito grande, a irrigação pode durar até oito horas e, por isso, ela é feita durante a noite”.

Legado – Agberto Guimarães, diretor de Esportes e Integração Paralímpica do Comitê Rio 2016, com o início do plantio da grama foi dado um passo importante na construção do campo olímpico de golfe. “O início do plantio de grama em um buraco é a última atividade de construção do campo após o encerramento da terraplanagem, da irrigação e do acabamento”, explica. Guimarães. A instalação, que começou a ser construída em abril de 2013, é considerada um dos maiores legados dos Jogos Rio 2016. Após as competições, será aberta à população e se tornará o primeiro campo de golfe público da cidade.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • comandatuba-aerea-divulgacao

    Turismo

    Golf Travel comemora prêmio Top 10 com pacotes a preços incríveis para Comandatuba

  • podio feminino

    Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados