Honda Open – Aberto do Arujá: Choi conquista terceiro título do ranking mundial em 2019

30/09/2019

Número 1 do Brasil venceu de ponta a ponta e por nove de vantagem. Carla impede bi de Samire

Mário Numada, Otavio Mizikami e Antônio Padula entregam prêmios a Thomas Choi. Foto: Thais Pastor/F2 Comunicação

Thomas Choi, do São Paulo GC, o amador número 1 do Brasil, confirmou seu favoritismo ao vencer de ponta a ponta e por nove tacadas de vantagem o Honda Open – 43º Aberto Masculino e Feminino do Arujá Golf Clube, encerrado neste domingo, 29 de setembro, em Arujá (SP). Esse foi o terceiro título do ano que Choi conquista em torneios válidos para o ranking mundial amador de golfe (WAGR), depois de vencer o Aberto de Brasília, em abril, e o Honda Classic – Aberto do Estado de São Paulo, em agosto.

Veja as fotos da premiação
Aguarde: álbum de fotos completo!

Choi, que fez a única volta a abaixo do par da semana neste domingo, para vencer com 220 (77-73-70) tacadas, quatro acima do partem ainda mãos nove Top 5s em torneio do WAGR nesta temporada e vinha de dois terceiros lugares nos Abertos do Paraná e do Rio de Janeiro. Choi terminou entre os quatro primeiros nos últimos sete torneios do WAGR que disputou. A categoria masculina scratch, jogada em 54 buracos, foi a única válida para o WAGR e para o ranking nacional. As demais categorias do Aberto do Arujá, incluindo as femininas, jogadas em 36 buracos, valeram para os rankings da Federação Paulista de Golfe (FPG).

Choi, que fez um eagle e cinco birdies neste domingo, terminou nove tacadas à frente de Fernando Vieira dos Santos, do Ibiúna, que levou o troféu de vice-campeão, com 229 (78-77-74) tacadas, sem ser ameaçado. Marcos Park, do Paradise ficou em terceiro, com 234 (79-77-78), seguido por Gabriel Santos, do Imperial, com 241 (81-82-78), e por Matheus Oliveira, do Damha, com 242 (80-79-83), que completaram os Top 5. Carlos Momose (87-81-75), do Paradise, e Pietro Alvim (81-83-79), do São Fernando, ficaram em sexto, com 243, seguidos por Diogo Oliveira, do Associação Esportiva São José, com 244 (86-80-78).

Mais premiados – Já na classificação por handicaps índex até 8,5, Momose venceu com 216 tacadas, o par do campo, seguido por Matheus Oliveira, com 221 e Eduardo Young Han, do Arujá, com 222, ao superar Marcos Park nos critérios de desempate. Na 8,6 a 14, João Carlos Ziliotto, do Arujá, venceu com 133 (65-68) tacadas, 11 abaixo, enquanto Roberto Elias Rodrigues, também do Arujá era vice-campeão com 138 (67-71) tacadas no desempate com Alexandre Santos, do Paradise (62-76). Em quarto, com 140, empataram Guilherme Ziccardi (70-70), do Clube de Campo, e Ademir Mazon (69-71), do Sapezal.

Na 14,1 a 19,4, venceu Antônio Ferreira Filho, do Guarujá, com 134 (69-65), sete abaixo. Marcelo Fonseca, da Associação Esportiva São José, foi o vice com 137 (), seguido por Cassio Filizola, do Clube de Campo, com 138 (71-67). Em quarto, com 139, empataram Marcel Ono (74-65), de Bastos, e Seizo Yano (73-66), do PL. Houve ainda troféu para o campeão sênior, que ficou para Luiz Miyagi, do Arujá, nono na geral, com 246 (83-82-81).

Nas competições por equipes, o time do São Paulo GC, com Choi e Huang, venceu o Campeonato de Clubes Scratch, valendo os dois melhores resultados de três jogadores por clube. E o Arujá venceu o Campeonato de Clubes com Handicap, jogando com João Ziliotto, Roberto Rodrigues e Jung.

Feminino – Entre as mulheres, vitória também de ponta a ponta, de Carla Ziliotto, do Arujá, a maior campeã do Aberto de Seu Club, que chegou a ceder um empate durante a rodada de domingo, mas venceu de ponta a ponta com 160 (75-85) tacadas. Samire Oliveira, também do Arujá, que defendia o título ganho em 2018, foi a vice-campeã, com 164 (81-83). Completaram as Ana Sung Marques, do Arujá, com 166 (90-76), Sueli Miyuki Horii, do Paradise, com 169 (80-89), e Cecilia Teixeira, do Arujá, com 171 (87-84).

Na classificação por handicap índex até 16, Miyuki venceu com 147 (69-78) tacadas, Mika Kibe, do PL, foi a vice, com 150 (75-75), no desempate com Angelica Barboza (74-76), do Arujá, a terceira colocada. Na 16,1 a 25,7, só deu Arujá no pódio. Junko Omura venceu com 144 (72-72), seguida por Shigueko Sako, com 145 (77-68) e por Yuriko Wakimoto, com 149 (74-75), terceira colocada no desempate com Julia Iegami, do Campinas (71-78).

Convidados – Paralelamente houve uma competição não oficial para convidados, onde o presidente do Arujá, Mário Numada, jogou ao lado de Ichiro Amano, presidente do vizinho PL Golf Club, e de Antônio Padula, presidente da Federação Paulista de Golfe. Houve ainda mais nove convidados, todos representando empresas parceiras do torneio, que compuseram as mesa de honra da premiação.

A elogiada festa de encerramento começou à tarde, com um almoço de confraternização com Open Bar de chopp e churrasco à vontade. Além disso, diversas empresas parceiras ofereceram ao lado do campo, produtos variados para degustação, além de bebidas e charutos. Houve ainda uma apresentação de música clássica e japonesa apresentada por um quinteto, muito aplaudido.

Premiação – Mauro Batista, diretor executivo da FPG, comandou a entrega de prêmios que foi feita pelos presidentes das empresas parceiras, além de Numada, Padula e de Otavio Mizikami, vice-presidente da Honda, patrocinadora Master do Aberto do Arujá. Muneki Tikasawa, presidente da Associação Nikkey de Golfe do Brasil, fez discurso elogiando o evento e convidando a todos para o Aberto Nikkey, na primeira semana de novembro. O prefeito de Arujá, José Luiz Monteiro, também integrou a mesa e discursou ressaltando a importância do golfe para a comunidade.

Durante a cerimônia foi feita uma homenagem a dois jogadores que simbolizaram uma das mais incríveis características do golfe, a de poder ser praticado por pessoas de qualquer idade, como comprovaram Nelson Shikicima, do Paradise, o mais novo em campo, com 11 anos, e Miyoko Higashi, do Bastos, que aos 91 anos continua jogando golfe regularmente e competindo. O evento terminou com sorteio de dezenas de brindes, entre eles o da Golf Travel (hospedagem em Comandatuba), ganha por Giuseppe Lo Russo.

Patrocínio – Além do patrocínio Master da Honda, o Aberto do Arujá teve um recorde de mais de 30 empresas parceiras, muitas oferecendo produtos e serviços aos participantes. A organização foi do Arujá Golf Club e da Federação Paulista de Golfe, com supervisão da Confederação Brasileira de Golfe, do R&A e do WAGR.

Resultados completos

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados