Jiménez joga seu 707º torneiro, quebra recorde do Tour Europeu, e ainda estreia com volta de 64 tacadas

30/07/2020

Volta sem bogey no Hero Open o deixou em segundo, em um placar dominado pelos espanhóis

Jiménez: dia de emoções esperadas e inesperadas, comemoradas com um bom vinho e os amigos, mesmo que à distância

por | Ricardo Fonseca

Centro das atenções e de inúmeras homenagens, desde o início da semana, o espanhol Miguel Ángel Jiménez entrou em campo nesta quinta-feira, 30 de julho, para a primeira rodada do Hero Open, no Forest of Arden Marriott Hotel & Country Club, em Birmingham, na Inglaterra, preparado para todos as emoções de se tornar o jogador com mais torneios disputados em toda a história do circuito, 707 em 37 anos de carreira. Na semana passada, no British Masters, Jiménez, de 56 anos, havia igualado a marca de Sam Torrance, dez anos mais velho do que o espanhol, e primeiro a cumprimentá-lo em um brinde via vídeo, ao sair do green do 18.

O que Jiménez não estava preparado, no entanto, era a emoção de embocar oito birdies, numa volta sem bogey, para jogar 64 e deixar o campo em segundo lugar, sua melhor volta inicial em mais de cinco anos. E nem para, em um dia de tantas emoções, ver três espanhóis no topo do placar, sendo que  os outros dois deles começaram a carreira inspirados por seus feitos: Sebastian Garcia Rodriguez, de 31 anos, o líder, com 62,tacadas, 10 abaixo, e Pablo Larrazábal, de 37 anos, que jogou 64 e empatou com Jiménez em segundo. E a festa espanhola continuava do outro lado do Atlântico, onde Jon Rahm, de 25 anos, jogava, no WGC – St. Jude, seu primeiro torneio como número 1 do mundo.

Recordes – Jiménez nunca foi campeão em majors, mas foi Top 10 em todos, incluindo um vice-campeonato no 100º US Open, em 2000, o primeiro ganho por Tiger Woods. E foi Tiger quem impediu também que o espanhol conquistasse um título dos Word Golf Championships ao derrotar Jiménez no playoff do primeiro American Express Championship, em 1999, em Valderrama, na Espanha.

Mas Jiménez venceu 33 torneios ao redor do mundo, incluindo 21 do Tour Europeu, onde é o décimo jogador com mais títulos. Venceu, ainda, entre outros, sete torneios do Tour Asiático, e 9 do Champions Tour, o circuito sênior do PGA Tour. Jiménez tem o recorde de quatro títulos do Hong Kong Open, onde foi campeão em 2004, 2007, 2012 e 2013. Seu primeiro título do Tour Europeu foi no Belgian Open de 1992, e o útlimo no Open de España, de 2014.

Esse título do Aberto de seu país fez de Jiménez o mais velho campeão do Tour Europeu, ao levantar a taça aos 50 anos e 113 dias de vida. Ele quebrou seu próprio recorde por duas vezes, pois já se tornara o mais velho campeão da Europa aos 49 anos e 337 dias ao vencer o Hong Kong Open de 2013, mesmo torneio que venceu em 2012, com 48 anos e 318 dias.

Mais cortes na história – Outros dois recordes impressionantes de Jimenez foram seus 162 Top 10s na carreira, o mais recente este ano, no Austrian Open, onde terminou em oitavo. E dos seus 706 torneiros anteriores, passou o corte em 558, mais do que qualquer outro jogador. Com isso ganhou na careira € 24,3 milhões, quase R$ 150 milhões, ou US$ 30 milhões. O espanhol tem ainda dez holes-in-one na carreira, os dois últimos deles em torneios consecutivos de 2015: o Open de España de 2015, no Real Club de Golf El Prat, e o BMW PGA Championship, na semana seguinte, no Wentworth Club.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    PGA Tour: Entenda tudo o que está em jogo para Tiger esta semana, no Memorial


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados