Jogos do Rio 2016: Adilson ganha uma posição no ranking olímpico desta semana

02/02/2016

Ao pontuar em Singapura, brasileiro da equipe YKP/Azeite 1492 superou o chileno Felipe Aguilar

 

Adilson da Silva, da equipe YKP/Azeite 1492 de golfe: ganhando alguma folga no ranking olímpico de golfe, rumo ao Rio 2016

Depois de permanecer na 60ª e última colocação do ranking olímpico de golfe, desde a última semana de 2015, o brasileiro Adilson da Silva, da equipe YKP/Azeite 1492 de golfe, ganhou um pouco mais de tranquilidade esta semana ao pontuar no Singapore Open, encerrado nesta segunda, e ganhar uma posição, passando a ser o 59º da lista, com o chileno Felipe Aguilar caindo para o 60º lugar. O ranking olímpico, que tem dois anos de duração e termina em julho, mostra quem jogaria no Rio 2016 se a competição fosse hoje, levando em conta o critério de convocação: até quatro jogadores por país entre os 15 primeiros do mundo, e até dois por país depois disso.

Adilson, que ficou em 28º em Singapura, é agora o 336º do ranking mundial de golfe, enquanto Felipe Aguilar, que não passou o corte no Qatar, caiu para 340º. O ranking olímpico publicado com a data de hoje, 2 de fevereiro, no site da Federação Internacional de Golfe (IGF) está errado, pois ainda não mostra essa inversão de posições. Aliás, além de demorar a atualizar o ranking olímpico semanal, a IGF constantemente publica informações desatualizadas ou pula uma semana na publicação.

Concorrência – Adilson e Aguilar estão com certa folga em relação aos mais diretos perseguidores que os poderiam tirar da lista dos 60 classificados. Os adversários mais perto deles com possibilidades de entrar na lista (seu país ainda não tem dois classificados) são Mardan Mamat, de Singapura, 358º do mundo, e o mexicano Rodolfo Cazaubon, o 375º. Lucas Lee, 389º do mundo, vem a seguir, e se passasse Adilson ou Aguilar hoje seria o segundo brasileiro classificado para o Rio 2016.

Lucas Lee não conseguiu vaga para o torneio do PGA Tour esta semana, o Phoenix Open, no TPC Scottsdale, no Arizona, mas Adilson volta a jogar em um torneio co-sancionado pelo Tour Asiático e Tour Japonês, o Myanmar Open, de quinta domingo, no Royal Mingalardon G&CC, em Yangon. O prêmio é de US$ 750 mil. Alexandre Rocha, o terceiro brasileiro do ranking mundial – 605º – também está na disputa por uma vaga olímpica e joga no Colômbia Championship, do Web.com Tour, com US$ 700 mil em prêmios, disputando quase o mesmo total de pontos que Adilson.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Você só tem até esta 2ª feira, 3 de junho, para se inscrever no Sul-Americano Sênior

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados