Profissionais: Gustavo Teodoro vence em Maringá no momento mais importante da carreira

03/09/2018

Ele joga os dois torneios do PGA Tour LA no Brasil tentando passar a ter cartão pleno do circuito

por: Ricardo Fonseca

O profissional Gustavo Teodoro, do Ipê GC, de Ribeirão Preto (SP), patrocinado pela Magic Development, venceu de ponta a ponta a sétima etapa do CBG Pro Tour, disputada neste final de semana, 1º e 2 de setembro, no Maringá GC, em Maringá (PR). Esse foi o último torneios preparatório para os profissionais brasileiros que disputam nas próximas duas semanas os dois torneios consecutivos do PGA Tour Latinoamérica no Brasil: o São Paulo Golf Club Championship, de 13 a 16 de setembro; e o 65º JHSF Aberto do Brasil, na Fazenda Boa Vista, de 20 a 23 de setembro.

Para Gustavo, que tem apenas um cartão condicional do PGA Tour LA, com poucas chances de entrar direto nas chaves principais, a não ser no Brasil, onde ganhou convite junto com os melhores profissionais do país, conseguir bons resultados nesses dois torneios pode ser o divisor de águas de sua carreira. E ele mostrou que está bem preparado para isso, ao vencer em Maringá com cinco abaixo do par em 36 buracos, superando muitos dos melhores profissionais do Brasil.

Vitória – Gustavo começou a garantir o título no primeiro dia, quando fez sete birdies para jogar cinco abaixo, a melhor volta de todo o torneio, apesar de um duplo bogey-5 no buraco 6, e terminar a volta de abertura quatro tacadas à frente de Philippe Gasnier, da Jack Nicklaus Academy, do Terras II de Itu (SP), que jogou 71 (-1), o segundo e último a quebrar o par do campo na estreia.

Domingo, na volta final, Gustavo voltou a fazer duplo bogey no 6, mas também fez um eagle e quatro birdies, para jogar o par do campo, o suficiente para ser campeão com 139 (67-72) tacadas, três à frente dos adversários. Em segundo lugar terminaram Rafa Barcellos, do São Paulo GC, que fez a melhor volta do dia para somar 142 (74-68) e Odair Lima, head-pro do Maringá, que fez a outra única volta abaixo do par de todo o torneio para também terminar com 142 (73-69), duas abaixo.

Mais destaques – Alex Sandro Leite, de Bragança Paulista, ficou sozinho em quarto, com 144 (72-72), o par do torneio, seguido por Marco Silva, do Londrina, idealizador e organizador do CBG Pro Tour, que  somou 145 (72-73). O argentino Francisco Ojeda ficou em sexto, com 146 (72-74), enquanto Felipe Navarro, do São Paulo, e Ronaldo Francisco, do Quinta do Golfe, de São José do Rio Preto, empatavam em sétimo, com 147 (72-75). Guilherme Oda (74-74 = 148), Philippe Gasnier (71-78 – 149) e Adriano Franchim (73-76 = 149) completaram os Top 10.

Resultados completos

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados