Sul-Americano Juvenil: meninos do Brasil lideram três à frente de Argentina e Colômbia

20/03/2019

Andrey é líder individual, com Choi em oitavo. Meninas, em sétimo, não jogaram bem

por | Ricardo Fonseca

Graças ao gaúcho Andrey Xavier, um dos líderes da classificação individual, com 70 tacadas, duas abaixo, e ao paulista Thomas Choi, oitavo com 78 (+6), o Brasil somou quatro tacadas acima do par e assumiu a liderança isolada da categoria masculina após a volta de abertura do Campeonato Sul-Americano Juvenil, que começou a ser jogado nesta quarta-feira, no Nordelta Golf Club, na Argentina. Os dois primeiros colocados classificam-se para o Toyota Junior World Golf Cup, o Mundial Juvenil, disputado anualmente no Japão.

Andrey, que abriu o dia com um birdie, devolveu duas tacadas nos dois buracos seguintes, mas reagiu com três birdies consecutivos para jogar duas abaixo de ida, sem fazer um par sequer no primeiros seis buracos. Na segunda metade do jogo, o gaúcho número 1 do Brasil fez mais dois birdies, cada um deles seguido de bogey, para terminar com duas abaixo, empatado com o colombiano Juan Camilo Vesga, que apesar de um duplo bogey no começo também jogou 70, com mais seis birdies e dois bogeys. Ninguém mais jogou sequer o par do campo,  num dia marcado pelas fortes rajadas de vento.

Brasileiros  – Choi, o juvenil número 1 do Brasil, que fez um quádruplo bogey no 2, para jogar cinco acima de ida, melhorou na segunda metade do campo, onde, apesar de um duplo bogey no 17, jogou uma acima para terminar com seis acima no total. O também paulista Gui Grinberg, cujo resultado não valeu para o total da equipe, teve um dia para esquecer. Fez três duplos bogeys, dois deles no buracos finais, para jogar 84, 12 acima, sem um birdie sequer e terminar empatado em 24º, à frente apenas de três jogadores.

A Argentina, que defende o título jogando em casa, estreou em segundo, com sete acima, computados os resultados de Vicente Marzilio (74) e Guillermo Estivill (77). Federico Shin (78), não pontuou. Eles dividem a vice-liderança com a Colômbia, que além do 70 de Vesga, teve Jose Ramirez jogando 81 e Esteban Jaramillo 82. A seguir classificaram-se Chile, com 11 acima; e Equador e Venezuela, com 15 acima cada. Participam dez países, 30 jogadores.

Feminino – Entre as meninas, que jogaram a partir do tee do 10, o Brasil estreou em sétimo, com 12 acima, somados os resultado de Nina Rissi, que mora na Espanha, e marcou 77, e da paulista Meilin Hoshino, com 79. A carioca Beatriz Junqueira, com 80. Não pontuou. Elas estão nas 12ª, 15ª e 16ª posição, respectivamente. Nina jogou sete acima de ida, com uma sequencia de quatro bogeys entremeados por um triplo bogey, mas duas abaixo de volta, com dois birdies.

A Argentina lidera na feminino com duas abaixo, de Agustina Gomez Cisterna, que jogou 70, seguida por Valentina Rossi e Pilar Muguruza, ambas com 72, o par do campo. A Colômbia, defensora do título, teve Maria Jose Bohorquez jogando 71 e Cristina Ochoa 73 para vir em segundo no par do campo. A Venezuela vem em terceiro, com uma acima, graças a Vanessa Gilly, que jogou 72, e a Lucia Ramirez, que jogou 73.

Duplas – Na competição de duplas mistas, três por país, Andrey e Nina estrearam em terceiro luar, com três acima. A Colômbia de Vesga Bohorquez lidera, com três abaixo, seguida pela Argentina de Marzilio e Cisterna, no par do campo. Erik Andersson coach nacional, acompanha os times.

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    WCGC Brasil 2019 tem nova seletiva aberta a todos os golfistas, dia 27 de abril, no Terras de São José

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados