Torneio da Represa de Avaré: Paulo Vitor e Carla Ziliotto vencem segundo torneio seguido

12/03/2018

Primeira competição oficial no campo de nove buracos do Haras Anexo foi um sucesso

 

Acima, Paulo Vitor e Carla, campeões scratch do torneio. No final, álbum com fotos em alta definição da premiação. Fotos: Ricardo Fonseca/F2 Comunicação

Paulo Vitor Mattos, do Ipê GC, de Ribeirão Preto, de ponta a ponta, e Carla Ziliotto, do Arujá, de virada, foram os campeões do 1º Torneio Represa de Avaré, jogado sábado e domingo, 10 e 11 de março, no campo de nove buracos do Haras Anexo Golf, em Avaré (SP), que recebeu sua primeira competição oficial, válida para o ranking da Federação Paulista de Golfe (FPG). O torneio que teve patrocínio da Jeep também integrou as seletivas para a final brasileira do Campeonato Latino-Americano de Golfe de 2019.

Recuperado em apenas um mês para receber o torneio, depois de ter ficado fechado por dois anos, o campo do Haras Anexo agradou a todos, sobretudo pela paisagem magnífica da Represa de Jurumirim, no rio Paranapanema, que banha dez municípios no centro-sul de São Paulo, tem cerca de cem quilômetros de comprimento e, em alguns trechos, mais de três quilômetros de largura, com um reservatório de 449 km², volume quase quatro vezes maior que o da Baía de Guanabara. Suas águas, uma das poucas não poluídas da região, são cercadas de casas de veraneio e atração turística utilizada para uma grande variedade de esportes náuticos.

   continua depois da imagem…

Buraco 9/18 do Haras Anexo, cartão postal do clube

Susto – Paulo Vitor venceu de ponta a ponta, depois de jogar 70, o par do campo, na estreia, mas não sem antes tomar um susto. Leonardo Yoshikawa, de Bastos, que começou o dia perdendo por uma, fez um duplo bogey-7 no buraco cinco, mas virou o jogo ao fechar a primeira metade do campo com dois birdies consecutivos e ainda ampliou a vantagem para duas tacadas com novo birdie no 11. Mas Paulo Vitor reagiu ao jogar duas abaixo de volta, enquanto Leo fechava o dia com quatro bogeys seguidos, para perder por quatro.

Paulo Vitor, que vinha de vitória em Bauru, no primeiro torneio do ranking paulista de 2018, foi campeão com 139 (70-69) tacadas, uma abaixo do par, contra 143 (71-72) de Leo. Armando Henrique Yoshiura, de Bauru, e Matheus Oliveira, do Damha, igualaram a melhor volta do dia e do torneio para ainda empatar em terceiro lugar, ambos com 145 (76-69). Fernando Silva, da Academia GolfRange Campinas, ficou em quinto, com 147 (73-74).

   continua depois da imagem…

Paulo Vitor comemora birdie e o título no 18

Categorias – Na classificação da categoria com até 8,6 de handicap índex o campeão foi Alessando Fonseca, da Academia GolfRange Campinas, com 133 (70-63), sete abaixo, seguido por Armando Yoshiura, com 135 (71-64) e por Matheus Oliveira, que ficou em terceiro nos critérios de desempate (melhores nove buracos finais), também com 135 (71-64).

Na 8,6 a 14, o título foi para Ademir Mazon, do Clube de Golfe de Campinas, que virou o jogo na roda final para vencer com 134 (69-65) tacadas, seis abaixo no total. Wellington Aderaldo, que sofreu reajuste de duas tacadas em seu handicap após o oito abaixo da estreia (resultados de outros quatro jogadores serão revistos nesta segunda-feira), ficou em segundo, com 134 (62-73), seguido por Luiz Carlos Rosolen, de Avaré, com 139 (67-72).

Mais premiados – Na 14,1 a 19,4, Marcelo Fonseca, de São José, venceu com 132 (69-63) tacadas, contra 140 (70-70) de Luiz Cassiano Rosolen, de Avaré, e 148 (81-67) de José Leonidas Villega, também de Avaré. Na 19,5 a 25,7, Fabio Bressane, de Poços de Caldas, venceu com 133 (67-66), seguido por dois jogadores de Itapeva: Juliano Cardozo, o Fubá, vice com 134 (76-58), depois de fazer o melhor net (-12) do torneio, e Mario Dias, líder da véspera, com 134 (64-70).

O campo curto, com 5.646 jardas do tee azul e 5.492 do vermelho, aliado a greens extremamente macios, permitiram resultados net muito abaixo do par. De acordo com o estabelecido em reunião do Conselho Arbitral e válido para esta temporada 2018, todos os resultados de 63 net ou abaixo neste campo (varia em função de uma média entre o par e o course rating) estão sujeitos à revisão do handicap índex dos respectivos jogadores a partir do dia seguinte. Ainda há quatro casos da volta final para a Comissão da Handicap Índex da FPG decidir.

Especiais – Foram jogadas ainda mais duas categorias masculinas não válidas para o ranking paulista, ambos no sistema stableford, de soma de pontos. Na com índex de 25,8 em diante, dobradinha de Bauru: Rogerio Mendes Caetano venceu, com 82 pontos, seguido por Samir Shayeb, com 77. Eric Marie Recchia ficou em terceiro, com 61.

Na categoria para Convidados, Ismael Ferraz, do Haras Anexo, venceu com 79, seguido por dois jogadores do Avaré: Paulo Ricardo Gussoni, com 75, e Marcos Morita, com 74.

Feminino – Entre as mulheres, Carla Ziliotto virou o jogo ao fazer a melhor volta do torneio na rodada final e vencer com 158 (81-77) tacadas. Ela vinha de vitória em Bauru e na Taça Dia da Mulher, quinta-feira passada, no Arujá. Roberta Moretti Avery, do Poços de Caldas, foi a vice-campeã, com 160 (79-81).

Carla e Roberta duelaram pelo título buraco a buraco e chegaram a bater duas bolas para fora de campo cada, na segunda tacada do buraco 14, de par 5. Roberta ainda estava à frente de Carla no 18, mas perdeu o título ao fazer um triplo bogey-7. No final, as duas usaram pranchas se Stand up Paddle para acompanhar, de dentro da água, o pelotão, no buraco 18, que se estende pela margem da represa, do tee ao green e é o cartão postal do clube.

Na categoria feminina única com handicap, Lúcia Brandão Bertazzoli, da Baroneza, venceu com 141 (79-62) tacadas, seguida por Paula Seshita, de Bauru, com 147 (73-74) e por Roberta Moretti, com 150 (74-76).

Premiação – Luiz Claudio Recchia, vice-presidente Técnico da FPG, comandou a cerimônia de entrega de prêmios, que teve a mesa composta ainda por Antônio Padula, presidente da FPG; Ademir Mazon, vice-presidente técnico da entidade; Luiz Carlos Rosolen, de Avaré, e Paulo Cesar Gonçalves, que comandou o grupo de jogadores locais que permitiu tornar realidade esse evento.

Um dos pontos altos da cerimônia foi a entrega do prêmio da promoção “Nearest to the Pin – FPG – Alabastour”, vencida por Marcos Negrini, do Damha, que ganhou sete noites de hospedagem no Villas at Fortune Place, em Orlando, nos EUA, para quatro pessoas, ao deixar a bola mais perto da bandeira no buraco 7/16 do campo. Outros dois pacotes de hospedagem em Orlando do “Nearest to the Pin – FPG – Alabastour” serão dados no Aberto Bandeirantes, de sexta a domingo desta semana, no Terras de São José Golfe Clube, em Itu.

Resultados completos

  • Onde Jogar

    Como chegar. Dicas de hospedagem e alimentação. Preços e serviços

  • Turismo

    Golfe e Música em Trancoso: reserve já e não perca os mais concorridos torneios do ano

  • Golfe 2016

    Jogos do Rio 2016: seis medalhas para seis países diferentes coroam o sucesso do golfe olímpico


  • Newsletter

    Golfe.esp.br - O Portal Brasileiro do Golfe

    © Copyright 2009 - 2014 Golfe.esp.br. Todos os direitos reservados